Jornal Correio de Notícias

Redes de pesca poderão ser suspensas nas praias gaúchas

E-mail Imprimir

 Estado - Surfistas e ambientalistas realizam um protesto a partir do meio-dia, em frente à sede da Assembleia Legislativa em Porto Alegre, contra a utilização de redes de pesca nas praias gaúchas.

O grupo, que deve ir até o Ministério Público Estadual, cogita entrar nesta semana com ação judicial para suspender o uso dos equipamentos.  De acordo com o Movimento Onda Sem Rede, 49 surfistas morreram no litoral do Rio Grande do Sul ao ficarem presos em redes de pesca.
A representante do grupo Nalu Machado acredita que as autoridades são omissas porque não querem se indispor com as comunidades locais. Segundo ela, as redes não são utilizadas por pescadores profissionais, mas por pessoas que pescam por esporte ou que usam o equipamento sem responsabilidade. Os integrantes do movimento pretendem entregar ao presidente do legislativo um manifesto para exigir providências. Existe um projeto de lei em discussão na Assembleia Legislativa que determina a obrigatoriedade de demarcação de áreas de pesca, lazer ou recreação. O projeto deve ser votado na próxima semana.
Última atualização ( Qua, 10 de Novembro de 2010 11:08 )  

Publicidade

Publicidade

Blogs

Enquete

Você é favor da convocação de Eleições Gerais no Brasil
 

Twitter CN

    Newsletter

    Expediente

    EXPEDIENTE
    Rua Santos Ferreira, 50
    Canoas - RS
    CEP 92020-000
    Fone: (51) 3032-3190
    e-mail: redacao@jornal
    correiodenoticias.com.br

    Banner
    Banner

    TurcoDesign - Agencia de Publicidade Digital