Jornal Correio de Notícias

Página Inicial | Economia | Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no primeiro semestre

Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no primeiro semestre

E-mail Imprimir

Embarques recordes de soja e de automóveis contribuíram para o desempenho positivo das exportações gaúchas no primeiro semestre do ano. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (25) pela Fundação de Economia e Estatística (FEE). Os primeiros seis meses de 2017 registraram elevação das vendas de produtos manufaturados, especialmente os automóveis, mas foi a soja em grão o produto que gerou maior crescimento das receitas.

Em relação ao primeiro semestre do ano passado, houve um aumento de 7,8% no primeiro semestre deste ano, quando as exportações gaúchas totalizaram US$ 8,299 bilhões. Segundo o pesquisador em Economia da FEE Tomás Torezani, o resultado positivo se deu por dois motivos: o crescimento do volume embarcado ao exterior (1,9%) e aumento dos preços médios dos produtos exportados (5,7%). “Foi registrado recorde histórico de volume embarcado ao exterior (11,783 milhões de toneladas), além de as receitas em dólar e os preços médios terem voltado a crescer após três anos”, explica. Mesmo assim, o RS permaneceu na quinta colocação do ranking dos principais estados exportadores, com 7,7% das vendas externas brasileiras.

Os principais produtos exportados pelo Estado em 2017 até agora foram: soja em grão (25,2%), carne de frango (6,5%), polímeros (6,3%), fumo em folhas (5,2%) e farelo de soja (4,4%). Torezani aponta que, embora quatro desses cinco principais produtos vendidos refiram-se a produtos básicos, a categoria que apresentou o maior crescimento, em valor, volume ou preço foi a dos manufaturados. “Do crescimento de US$ 599,5 milhões das receitas exportadoras do Estado, as vendas de manufaturados contribuíram com US$ 593,6 milhões, alcançando uma alta de 21,5% em valor, 6,9% em volume e 13,6% em preço”, exemplifica.

Do grupo de manufaturados, o principal destaque foram as exportações de automóveis de passageiros, que cresceram US$ 162,5 milhões (109,1% em valor e 125% em volume). Em 2017, o Rio Grande do Sul respondeu por 9,6% das exportações brasileiras de automóveis, atrás de São Paulo, Paraná e Rio de Janeiro. Torezani analisa que esse resultado é consequência de acordos automotivos estabelecidos desde 2015 no âmbito do Governo Federal com países da América Latina, além de se configurar em uma alternativa ao baixo dinamismo do mercado interno. “O embarque de mais de 38 mil unidades de automóveis é um recorde para um primeiro semestre. Desse total, 69% das unidades foram destinadas à Argentina, e praticamente todas as demais foram exportadas para países sul-americanos: Chile, Uruguai, Colômbia, Peru, Paraguai e Bolívia”, justifica.

Como grupo de produtos, os manufaturados registraram maior crescimento das receitas no primeiro semestre. Mas, considerando somente os produtos, o maior crescimento das receitas foi gerado por um produto básico, a soja em grão, com um aumento de US$ 180,4 milhões em relação ao primeiro semestre de 2016. O pesquisador da FEE explica que, em 2017, foram embarcadas 5,596 milhões de toneladas de grãos de soja, batendo o recorde histórico que tinha sido atingido em 2016. “Na realidade, esse recorde de embarques do grão vem sendo quebrado, sucessivamente, desde 2013. Apesar dos recordes nos embarques, a receita auferida em dólar (US$ 2,092 bilhões) não foi maior do que a de 2014, ano em que o preço do grão no mercado internacional ainda estava em um patamar muito elevado, antes do fim do boom das commodities”, afirma Torezani.

O RS contribuiu com 12,5% das receitas da venda brasileira de soja, atrás de Mato Grosso e Paraná. O destino da soja gaúcha é predominantemente a China: em 2017, foi registrado o recorde de vendas para o gigante asiático (5,2 milhões de toneladas), representando 93% de toda a soja vendida até agora, proporção recorde para um primeiro semestre.

Os principais destinos dos produtos gaúchos no primeiro semestre foram: China (27,9%), Argentina (10,0%) e Estados Unidos (7,7%). Em relação ao ano passado, tanto a China - pela elevação das compras de soja em grão — quanto a Argentina— principalmente pela elevação das compras de automóveis — são os principais destaques.

 

Publicidade

Publicidade

Blogs

Enquete

Você é favor da convocação de Eleições Gerais no Brasil
 

Twitter CN

    Newsletter

    Expediente

    EXPEDIENTE
    Rua Santos Ferreira, 50
    Canoas - RS
    CEP 92020-000
    Fone: (51) 3032-3190
    e-mail: redacao@jornal
    correiodenoticias.com.br

    Banner
    Banner
    Banner

    TurcoDesign - Agencia de Publicidade Digital