Jornal Correio de Notícias

Página Inicial | Esportes

Especiais

Qual a melhor maneira de pagar um imóvel?

Adquirir um imóvel é um passo importante na vida de qualquer pessoa. Seja para investir ou morar, a compra de um imóvel envolve uma série de fatores que precisam ser avaliados antes de realizar o sonho da casa nova. Um dos itens que geram mais confusão para os compradores é a forma de pagamento. Para isso, a Coordenadora Financeira do Grupo Thá, Claudia Meira, explica sobre as diversas modalidades de pagamento e esclarece as dúvidas mais frequentes, como, por exemplo, a utilização do FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço.

De acordo com a especialista, nas compras à vista de imóveis prontos ou na planta, o comprador realiza o pagamento total da unidade no momento da compra, restando apenas as taxas de Escritura e Registro do Imóvel. Já nas compras a prazo de imóveis na planta e com quitação por recursos próprios, o comprador adquire o bem seguindo cronograma de pagamentos definido no contrato com os valores e datas de vencimento de cada parcela. “As parcelas sempre serão corrigidas pelo Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M), não contemplando subsídio de financiamento bancário, FGTS ou carta de crédito até a conclusão da obra. Como hoje o cenário e o mercado nos fazem buscar linhas de Financiamento à Produção (SFH) com bancos para término destas obras, dependendo do formato desta parceria com a Instituição Financeira pode existir também a possibilidade do financiamento na planta.”, afirma Claudia.

Nas compras a prazo, o comprador adquire o apartamento na planta, seguindo cronograma de pagamentos definido no contrato com os valores e datas de vencimento de cada parcela, incluindo a parcela de financiamento, que serão corrigidos pelo Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M). “O comprador pode se decidir pela utilização de recursos do FGTS, ele pode utilizar a carta de crédito de consórcio, bem como optar por financiamento bancário junto ao agente financeiro”, diz Claudia, que destaca que a escolha do banco pode ser feita de acordo com a preferência do cliente.

No caso de compras de imóveis com a utilização do FGTS, é bom ficar atento a algumas recomendações. De acordo com a Caixa Econômica Federal, os requisitos do comprador para usar os recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) na compra do imóvel são: ter no mínimo três anos de trabalho sob o regime do FGTS, mesmo que em períodos ou empresas diferentes; não possuir financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação (SFH), em qualquer parte do país; não ser possuidor, promitente comprador, proprietário, usufrutuário ou cessionário de outro imóvel residencial urbano, concluído ou em construção no município onde mora ou onde exerce seu trabalho principal, nos municípios limítrofes e na região metropolitana; estar com as prestações do seu financiamento em dia, na data em que pedir para usar o FGTS; ser titular ou coobrigado no financiamento que pretende pagar parte do valor das prestações.

Claudia destaca ocasiões em que não se pode utilizar o FGTS. “Na aquisição de um imóvel comercial, ou para reformar um imóvel de que já é dono, comprar terrenos sem construção e até mesmo comprar material de construção e imóveis para terceiros não é permitida a utilização do FGTS  e se atentar para o valor máximo de avaliação do imóvel que hoje é de R$ 750 mil para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal e de R$ 650 mil para os demais estados.”, diz a Coordenadora.

Aprovação do Financiamento

Escolhidos imóvel e a modalidade de pagamento, o segundo passo é o aval do banco financiador, que tem critérios próprios para análise e aprovação do crédito.  “É necessário que o candidato a dono de um imóvel seja correntista do banco que irá financiar o bem, além de entregar toda a documentação necessária, que será avaliada sobre a ótica jurídica”, diz Claudia. A especialista destaca ainda a importância de reunir a documentação necessária, do contrário, será necessário interromper o processo para regularização, o que compromete o prazo previsto para a contratação da operação.

Última atualização ( Ter, 18 de Outubro de 2016 10:02 )
 

Segunda edição do Exame de Suficiência ocorre neste domingo

Segunda edição do Exame de Suficiência ocorre neste domingo
Atenção ao horário de verão. Prova começa às 9h30, horário de Brasília
A Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC) realiza, no próximo domingo (16/10), a segunda edição de 2016 do Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade (CFC). A prova busca aferir conhecimentos básicos para o exercício da contabilidade e a aprovação é condição indispensável para obtenção do registro profissional.
A prova será aplicada às 9h30, no horário de Brasília, e cerca de 50 mil candidatos realizarão o Exame, em 119 municípios do País. Como será o primeiro dia do horário de verão, haverá quatro horários locais de prova. Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Cataria e São Paulo, os inscritos farão a prova às 9h30 horário local; Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins a prova será aplicada às 8h30 no horário local;Amazônia Rondônia e Roraima, às 7h30 no horário local; e no Acre, os candidatos farão a prova às 6h30 no horário local.
“Este ano, coincidiu de o Exame de Suficiência ocorrer durante a vigência do horário de verão, mas é importante salientar que a prova será aplicada às 9h30, no horário oficial de Brasília, conforme previsto no edital”, afirmou o vice-presidente de Registro do CFC, Marco Aurélio de Almeida. O candidato deve se apresentar no local da prova ao menos 30 minutos antes do horário de início do Exame.
O Exame tem 50 questões e, a exemplo do que ocorreu na primeira edição deste ano, realizada em abril, o conteúdo de contabilidade geral ganhou mais espaço, agora são 22 perguntas sobre o assunto. Língua portuguesa aplicada, que antes tinha duas questões, passou a ter uma. A prova ainda contempla contabilidade de custos, contabilidade aplicada ao setor público, contabilidade gerencial, controladoria, noções de direito e legislação aplicada, matemática financeira e estatística, teoria da contabilidade, legislação e ética profissional, princípios de contabilidade e normas brasileiras de contabilidade, auditoria contábil e perícia contábil. “A prova é elabora de maneira criteriosa. São 18 etapas para garantir que o candidato tenha uma prova equilibrada e que afira o conhecimento mínimo necessário para o exercício profissional”, afirma o integrante da Comissão do Exame de Suficiência da FBC, Oscar Lopes.
O aumento de questões relacionadas à contabilidade geral era um pleito antigo dos professores e coordenadores de cursos de ciências contábeis e, segundo Lopes, a receptividade das alterações realizadas na prova do primeiro semestre foram positivas. “O feedback tem sido muito positivo. Com o aumento de conteúdo sobre contabilidade geral, destacamos o conhecimento prático do aluno”, disse.
Para quem vai fazer a prova, Lopes recomenda revisar, especialmente, as Normas Brasileiras de Contabilidade. “Não há mistério na prova. O conteúdo abordado é o mesmo visto ao longo do curso. Não cai nada diferente. Com a convergência das normas brasileiras às aceitas internacionalmente, é preciso ficar atendo às mudanças, lembrando que são abordadas as regras que entraram em vigor até 90 dias antes da prova, ou seja, até o dia 16 de julho”, conta.
Da primeira edição de 2016 participaram 47.869 candidatos e 17.576 foram aprovados, 41,86% do total. Para a prova que será realizada domingo, estão inscritas 47.384 pessoas.
Podem fazer a prova bacharéis e alunos dos cursos de ciências contábeis no último ano da graduação. Após a aprovação no Exame, o profissional deve acessar o site do Conselho Regional de Contabilidade (CRC) de sua jurisdição e preencher o pré-registro online. Depois dessa etapa, deve pagar as taxar referentes ao registro, à carteira de identidade profissional e à anuidade. De posse dos comprovantes de pagamento, o profissional deve se dirigir ao CRC ou à delegacia do Conselho Regional da jurisdição em que fez o pré-registro, levando duas fotos 3x4, diploma, RG, CPF, comprovante de regularidade com o serviço militar – para o gênero masculino –, título de eleitor e comprovante de endereço.
O candidato inscrito no Exame de Suficiência deve comparecer ao local da prova portando RG, comprovante de inscrição, caneta azul ou preta. Para saber onde realizará o Exame, acesso o site da FBC (confira aqui).
Sobre o CFC
O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) é uma autarquia federal, dotada de personalidade jurídica de direito público, criada pelo Decreto-Lei nº 9.295/46, de 27 de maio de 1946. O principal objetivo do CFC é registrar, normatizar, fiscalizar, promover a educação continuada e editar normas brasileiras de contabilidade de natureza técnica e profissional. O conselho conta com um representante de cada Estado e do Distrito Federal. Atualmente, existem mais de 530 mil profissionais no País, incluindo contadores e técnicos em contabilidade.

Atenção ao horário de verão. Prova começa às 9h30, horário de Brasília

A Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC) realiza, no próximo domingo (16/10), a segunda edição de 2016 do Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade (CFC). A prova busca aferir conhecimentos básicos para o exercício da contabilidade e a aprovação é condição indispensável para obtenção do registro profissional.

A prova será aplicada às 9h30, no horário de Brasília, e cerca de 50 mil candidatos realizarão o Exame, em 119 municípios do País. Como será o primeiro dia do horário de verão, haverá quatro horários locais de prova. Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Cataria e São Paulo, os inscritos farão a prova às 9h30 horário local; Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins a prova será aplicada às 8h30 no horário local;Amazônia Rondônia e Roraima, às 7h30 no horário local; e no Acre, os candidatos farão a prova às 6h30 no horário local.

“Este ano, coincidiu de o Exame de Suficiência ocorrer durante a vigência do horário de verão, mas é importante salientar que a prova será aplicada às 9h30, no horário oficial de Brasília, conforme previsto no edital”, afirmou o vice-presidente de Registro do CFC, Marco Aurélio de Almeida. O candidato deve se apresentar no local da prova ao menos 30 minutos antes do horário de início do Exame.

O Exame tem 50 questões e, a exemplo do que ocorreu na primeira edição deste ano, realizada em abril, o conteúdo de contabilidade geral ganhou mais espaço, agora são 22 perguntas sobre o assunto. Língua portuguesa aplicada, que antes tinha duas questões, passou a ter uma. A prova ainda contempla contabilidade de custos, contabilidade aplicada ao setor público, contabilidade gerencial, controladoria, noções de direito e legislação aplicada, matemática financeira e estatística, teoria da contabilidade, legislação e ética profissional, princípios de contabilidade e normas brasileiras de contabilidade, auditoria contábil e perícia contábil. “A prova é elabora de maneira criteriosa. São 18 etapas para garantir que o candidato tenha uma prova equilibrada e que afira o conhecimento mínimo necessário para o exercício profissional”, afirma o integrante da Comissão do Exame de Suficiência da FBC, Oscar Lopes.

O aumento de questões relacionadas à contabilidade geral era um pleito antigo dos professores e coordenadores de cursos de ciências contábeis e, segundo Lopes, a receptividade das alterações realizadas na prova do primeiro semestre foram positivas. “O feedback tem sido muito positivo. Com o aumento de conteúdo sobre contabilidade geral, destacamos o conhecimento prático do aluno”, disse.

Para quem vai fazer a prova, Lopes recomenda revisar, especialmente, as Normas Brasileiras de Contabilidade. “Não há mistério na prova. O conteúdo abordado é o mesmo visto ao longo do curso. Não cai nada diferente. Com a convergência das normas brasileiras às aceitas internacionalmente, é preciso ficar atendo às mudanças, lembrando que são abordadas as regras que entraram em vigor até 90 dias antes da prova, ou seja, até o dia 16 de julho”, conta.

Da primeira edição de 2016 participaram 47.869 candidatos e 17.576 foram aprovados, 41,86% do total. Para a prova que será realizada domingo, estão inscritas 47.384 pessoas.

Podem fazer a prova bacharéis e alunos dos cursos de ciências contábeis no último ano da graduação. Após a aprovação no Exame, o profissional deve acessar o site do Conselho Regional de Contabilidade (CRC) de sua jurisdição e preencher o pré-registro online. Depois dessa etapa, deve pagar as taxar referentes ao registro, à carteira de identidade profissional e à anuidade. De posse dos comprovantes de pagamento, o profissional deve se dirigir ao CRC ou à delegacia do Conselho Regional da jurisdição em que fez o pré-registro, levando duas fotos 3x4, diploma, RG, CPF, comprovante de regularidade com o serviço militar – para o gênero masculino –, título de eleitor e comprovante de endereço.

O candidato inscrito no Exame de Suficiência deve comparecer ao local da prova portando RG, comprovante de inscrição, caneta azul ou preta. Para saber onde realizará o Exame, acesso o site da FBC (confira aqui).

Sobre o CFC

O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) é uma autarquia federal, dotada de personalidade jurídica de direito público, criada pelo Decreto-Lei nº 9.295/46, de 27 de maio de 1946. O principal objetivo do CFC é registrar, normatizar, fiscalizar, promover a educação continuada e editar normas brasileiras de contabilidade de natureza técnica e profissional. O conselho conta com um representante de cada Estado e do Distrito Federal. Atualmente, existem mais de 530 mil profissionais no País, incluindo contadores e técnicos em contabilidade.

 

Dia Mundial da Obesidade: data conscientiza sobre a importância da manutenção de peso adequado

O excesso de peso é hoje um dos fatores de risco reconhecidos como importantes para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, porque pode provocar aumento da pressão arterial e dos níveis de glicose no sangue. O tema é tão importante que anualmente é celebrado o Dia Mundial da Obesidade em 11 de outubro. Uma pessoa é classificada com excesso de peso quando seu Índice de Massa Corpórea (IMC) é superior a 25 e com obesidade, quando esse valor é maior que 30. Para calcular o IMC, basta dividir o peso (em quilos) pelo quadrado da altura (em metros).

Estudo¹ divulgado no início desse ano aponta que a incidência de alguns tipos de doenças do coração e infartos são maiores em pessoas com sobrepeso. A relação entre a obesidade e doenças cardiovasculares foi examinada em mais de 5000 pessoas, entre homens e mulheres, e a análise concluiu que o excesso de peso é um fator de risco independente, principalmente nas mulheres.

Para o cardiologista Marcelo Bertolami, do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, outros hábitos ruins podem aumentar o risco para doenças. “Sedentarismo, tabagismo e uma alimentação desbalanceada, por exemplo, aumentam consideravelmente o risco de o indivíduo ter um problema no coração no futuro. Além disso, a obesidade abdominal, ou seja, a circunferência da cintura, é um fator de risco ainda maior do que o excesso de peso corporal”, completa.

Uma maneira simples de alterar um quadro de sobrepeso ou obesidade e melhorar a saúde do coração é mudar alguns hábitos diários. Por isso, Dr. Marcelo dá três dicas simples para quem quer ver essa mudança acontecer. Anote e coloque em prática agora mesmo!

Caminhar por, no mínimo, 30 minutos já pode fazer diferença!
A prática de exercícios físicos não só contribui para manter o peso corporal e fortalecer a musculatura, como também ajuda a controlar os níveis de colesterol no sangue, outro fator que pode causar doenças do coração.

Dieta? Não! Alimentação equilibrada (e sem passar fome!)
Uma alimentação variada garante uma oferta adequada de nutrientes e gorduras boas que são fundamentais para contribuir para a saúde cardiovascular. E, como também vale considerar o controle de peso, é importante que o valor calórico total seja adequado.

  • Gorduras boas: presentes no salmão e atum, nos óleos vegetais e produtos feitos à base deles, como cremes vegetais. A inclusão de gorduras boas na alimentação ajuda a manter níveis adequados de colesterol.
  • Fibras: opte por alimentos ricos em fibras, como as versões integrais dos pães, biscoitos e massas; além de incluir aveia no dia a dia. Elas ajudam a deixar mais lenta a absorção dos açúcares e gorduras consumidos.

Rotina é tudo, acredita?
É necessário e muito importante manter os exames de rotina em dia, realizando-os ao menos uma vez ao ano. Medir a pressão arterial, níveis de colesterol e glicose é fundamental para que seu médico avalie como está sua saúde. Além disso, o acompanhamento com uma nutricionista também ajuda a manter uma alimentação equilibrada e específica para sua rotina e preferências.

Referência:

  1. Obesity as an independent risk factor for cardiovascular disease: a 26-year follow-up of participants in the Framingham Heart Study. H B Hubert, M Feinleib, P M McNamara and W P Castelli
 

Câncer de mama em pets: o que devo saber?

Uma doença que atinge, por ano, cerca de 25% das mulheres brasileiras, segundo o INCA, é também o tumor que mais atinge as cadelas, normalmente a partir dos 7 anos, e gatas de estimação, por volta dos 10 anos. “Segundo estudo realizado em 2003, estima-se que no Brasil, a incidência seja superior a 70% em cadelas e até 90% em gatas”, afirma a Dra. Fernanda Cioffetti, membro da COMAC e gerente de Marketing da Agener União.

Para tentar reduzir esse índice e combater a doença, a palavra chave é prevenção. Para isso, os donos devem manter visitas periódicas ao médico veterinário para que o diagnóstico seja feito precocemente. “Além do exame clínico, é preciso também realizar um exame radiológico, ultrassom abdominal e até tomografia computadorizada. Há casos em que são utilizados diagnósticos diferenciais, identificados através de exames citológicos e histopatológicos que sinalizam sobre as características do tumor, nos mostram se são malignos ou não”, explica a Dra. Fernanda.

Entre as raças de cães e gatos mais propensas a desenvolver a doença estão Poodle, Dachshund, Yorkshire Terrie, Maltês, Pastor Alemão, Cocker Spaniel, SRD e, no caso dos gatos, Siameses, Persas e também SRD. A ingestão de contraceptivos, terapias hormonais e até mesmo a obesidade não favorecem a saúde do animal. Por outro lado, a castração precoce substitui as injeções hormonais e ajuda na prevenção, reduzindo até 99% do desenvolvimento do tumor.

Porém, há casos em que o problema é descoberto já em estado avançado e tratamentos específicos tornam-se necessários. O médico veterinário pode optar por remoção cirúrgica do tumor, que proporciona melhor perspectiva de cura, ou pela quimioterapia. Entretanto, não são descartadas as chances de serem encaminhados para eutanásia, mas somente em casos extremos. Tudo depende da avaliação médica e o diagnóstico sempre será determinado pelo veterinário.  Cada caso é um caso e deve ser analisado com cuidado e atenção.

Quando benigno, gatas e cadelas vivem normalmente após o tratamento. Há casos em que ocorre a metástase, quando células cancerígenas se espalham por outros órgãos agravando o quadro. Nesse momento, pode ser necessário o uso de medicamentos para administrar as dores, e para casos extremos, a eutanásia.

O câncer de mama é uma doença silenciosa, com sinais sutis de identificação. Se o pet demonstrar sinais de tristeza, falta de apetite, febres ou vômitos, o alerta vermelho deve ser acionado. E ninguém melhor do que o dono para saber que algo está errado. “Os donos precisam ficar atentos às mudanças no comportamento e do corpo do seu animal de estimação. Mas sem dúvidas, se o pet for examinado frequentemente por um veterinário, a possibilidade de diagnóstico precoce, e de cura, aumentam consideravelmente”, finaliza a Dra. Fernanda.

Sobre a COMAC

COMAC (Comissão de Animais de Companhia do SINDAN - Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal), criada em 2007, visa estruturar um ambiente de intercâmbio de informações e ideias, propondo e executando ações que estimulem o desenvolvimento do mercado pet brasileiro, em especial nas áreas ligadas à saúde animal. Tem por objetivo tratar dos assuntos ligados ao mercado de animais de companhia (cães e gatos), visto como um dos mais importantes e crescentes segmentos da indústria veterinária brasileira e mundial. Através de pesquisas do segmento, a COMAC deseja informar sobre os benefícios da relação entre os animais de estimação e o homem, a importância do médico veterinário na prevenção de doenças e na manutenção da saúde dos animais, valorizando a medicina veterinária e seus profissionais.

 

PLAYBOY anuncia votação para capa com Nyvi Estephan

Assim como aconteceu na edição comemorativa aos 41 anos da revista Playboy, na edição 492 os leitores também poderão ajudar a escolher a capa que vai para a banca. Tendo a apresentadora gamer, Nyvi Estephan como destaque, a revista chega às bancas no dia 25 de outubro.

Para Nyvi, estar na PLAYBOY é um sentimento difícil de descrever. “Estamos na era das mulheres empoderadas, que sabem o que querem e são donas de seus destinos e corpos, acredito ser esse o maior requisito de uma Playmate. No mais, para mim é uma grande honra estrelar uma capa para a revista” conta a apresentadora.

A votação estará aberta até 23h59 do dia 12 outubro, quarta-feira, no site da Playboy Brasil (http://www.playboy.com.br/2016/10/votacao-escolha-a-capa-da-edicao-492-com-nyvi-estephan/)

NOTÁVEIS DA INTERNET

Para marcar a chegada do mundo PLAYBOY à era digital, a publicação reuniu grandes estrelas da internet em uma edição especial, que é encabeçado pela apresentadora gamer, Nyvi Estephan.

“Sempre gostei de acompanhar todo o contexto social da moda e beleza em cada período histórico e sempre fui fã de divas e mulheres fortes como Audrey Hepburn, a coelha Brigitte Bardot e a precursora, Marilyn Monroe. E essa sempre foi a definição da PLAYBOY para mim: a sensualidade em seu ápice de luxo e estilo, sempre acompanhando o contexto social” conta a apresentadora.

O time conta ainda com nomes famosos na rede, entre eles Ju Romano, Thássia Naves, Foquinha, Felipe Titto e o fotógrafo Cesinha. Na moda Klebber Toledo apresenta visuais com roupa jeans.

 

Marcopolo começará a produzir veículos do aeromóvel em novembro

Integrantes do Comitê Gestor do Aeromóvel Canoas, da empresa Aeromovel Brasil S.A. e o prefeito de Canoas, Jairo Jorge visitaram a empresa Marcopolo, em Caxias do Sul na última quarta-feira, 5 de outubro, ​para acompanhar a evolução do projeto e fabricação dos veículos.
A produção da primeira unidade começará em novembro deste ano. As outras cinco unidades serão produzidas no decorrer de 2017. A Marcopolo vai entregar o
primeiro módulo em abril do ano que vem ​ e o segundo, dois meses depois.
Atualmente, cerca de 20 profissionais de engenharia estão envolvidos no projeto. Outros ​que atuam nas áreas de suprimentos, laboratório, assistência técnica e protótipo são, gradativamente, inseridos no projeto.

Design

O design do veículo foi desenvolvido pela equipe da Marcopolo, com base nas especificações fornecidas pela Aeromovel. O modelo foi inspirado na carroceria Viale BRT, produzida pela Marcopolo e vencedora do Prêmio IF de Design em 2014. A equipe apresentou,
​ ​ainda, os materiais  que serão utilizados no acabamento interno, tais como revestimentos de piso e estofamento dos assentos.
Atualmente, está em obras a linha Leste-Oeste, que  ligará os bairros Mathias Velho e Guajuviras, integrado com o trensurb. Haverá 17 estações distribuídas em 12 km de extensão.
Quando estiver completo, o Sistema Aeromóvel terá 18 km de linhas, com 26 estações e capacidade prevista para até 12 mil passageiros por hora no pico e de 82 mil por dia.

Comitiva

O Comitê Gestor esteve representado por Marcos Bosio, Daniela Linck, Luiz Carlos Bertotto, Maurício Rocha e Sílvia Bier. Da Aeromovel, participaram da visita a diretora  Tatiana Coester, o engenheiro Carlos Campani e Brigitta Struck. O engenheiro Carlos Henrique Hennig representou a empresa Coester Automação Ltda.
O grupo foi recebido por Alex Martinotto (Estratégia e Inovação), Eduardo Ayres  e André Stavinski (Design Center), José Luiz Moraes Goes (Gerente Engenharia de Desenvolvimento),  André Oliveira (Coordenador de Marketing) e Turiassu de Araújo  (Marketing).

 
Página 10 de 218

Publicidade

Publicidade

Blogs

Enquete

Você é favor da convocação de Eleições Gerais no Brasil
 

Twitter CN

    Newsletter

    Expediente

    EXPEDIENTE
    Rua Santos Ferreira, 50
    Canoas - RS
    CEP 92020-000
    Fone: (51) 3032-3190
    e-mail: redacao@jornal
    correiodenoticias.com.br

    Banner
    Banner
    Banner

    TurcoDesign - Agencia de Publicidade Digital