Jornal Correio de Notícias

Página Inicial | Destaques

Destaques

Copa do Mundo: cuide do seu pet durante os jogos

 

Os jogos da Copa do Mundo são mais um motivo para nos reunirmos com os amigos e a família. São dias em que saímos da rotina habitual para torcer e comemorar. Nestes momentos, nossos amigos peludos também não ficam de fora.
No entanto, buzinas, cornetas, fogos de artifício, petiscos e o constante entra e sai de gente podem ser prejudiciais a cães e gatos. Tudo isso pode deixá-los incomodados, agitados e estressados e causar outros problemas mais graves. Julia Oliveira de Camargo, médica veterinária do Hospital Veterinário Dog Saúde, explica o que você pode fazer para manter seu pet longe do perigo.
Proteja seu pet do excesso de barulho
Buzinas e fogos de artifício podem realmente ser prejudiciais aos pets. Julia Oliveira de Camargo conta que os barulhos se tornam um grande incômodo aos bichanos. Isso porque eles ouvem os sons quatro vezes mais longe do que as pessoas.
“Os animais se assustam e podem inclusive sofrer traumas sérios”, destaca a veterinária. Segundo ela, animais mais sensíveis correm o risco de sentir muito medo e com isso baterem em móveis, se cortarem ou, em alguns casos, se machucarem gravemente, o que pode causar até a morte.
Para proteger os animais, Julia recomenda colocar algodão nos ouvidos, deixá-los em um quatro fechado sem janelas e ligar uma televisão ou música em volume mais alto. Ela conta que existe também uma técnica chamada de telling touch, que ajuda a diminuir o estresse. Nela, um pano é amarrado no corpo do animal e isso faz com que ele sinta como se estivesse sendo abraçado.
“Estudos feitos por diversos anos comprovam que quando feita corretamente, a técnica traz tranquilidade, tirando os bichinhos do estado de agitação”, afirma.
Petiscos podem causar intoxicação alimentar
Petiscos como pipoca, amendoim e outras guloseimas, que os humanos adoram comer durante os jogos, devem ficar bem longe dos cães e gatos. A médica veterinária alerta que esses alimentos são prejudiciais e podem causar intoxicação em grandes quantidades.  “Mesmo em pequenas quantidades eles devem ser evitados pois podem provocar problemas de pele, coceira, diabetes e sobrepeso”, completa.
Agitação e mudança na rotina deixam os animais estressados
Durante os jogos da copa, pode ser que a rotina da família mude e o animal fique exposto a mais pessoas, conversas altas e barulhos. Para que o animal não se estresse, a veterinária sugere que ele fique em um local mais reservado e quieto.
“Em situações de agitação extrema, remédios calmantes podem ser administrados, mas isso só pode ser feito com a orientação de um médico veterinário”, reitera. A veterinária diz que os tutores devem ficar atentos com o estado físico e emocional de seus animais durante os jogos e procurar ajuda de um especialista caso seja necessário.

 

Os jogos da Copa do Mundo são mais um motivo para nos reunirmos com os amigos e a família. São dias em que saímos da rotina habitual para torcer e comemorar. Nestes momentos, nossos amigos peludos também não ficam de fora.

No entanto, buzinas, cornetas, fogos de artifício, petiscos e o constante entra e sai de gente podem ser prejudiciais a cães e gatos. Tudo isso pode deixá-los incomodados, agitados e estressados e causar outros problemas mais graves. Julia Oliveira de Camargo, médica veterinária do Hospital Veterinário Dog Saúde, explica o que você pode fazer para manter seu pet longe do perigo.

Proteja seu pet do excesso de barulho

Buzinas e fogos de artifício podem realmente ser prejudiciais aos pets. Julia Oliveira de Camargo conta que os barulhos se tornam um grande incômodo aos bichanos. Isso porque eles ouvem os sons quatro vezes mais longe do que as pessoas.

“Os animais se assustam e podem inclusive sofrer traumas sérios”, destaca a veterinária. Segundo ela, animais mais sensíveis correm o risco de sentir muito medo e com isso baterem em móveis, se cortarem ou, em alguns casos, se machucarem gravemente, o que pode causar até a morte.

Para proteger os animais, Julia recomenda colocar algodão nos ouvidos, deixá-los em um quatro fechado sem janelas e ligar uma televisão ou música em volume mais alto. Ela conta que existe também uma técnica chamada de telling touch, que ajuda a diminuir o estresse. Nela, um pano é amarrado no corpo do animal e isso faz com que ele sinta como se estivesse sendo abraçado.

“Estudos feitos por diversos anos comprovam que quando feita corretamente, a técnica traz tranquilidade, tirando os bichinhos do estado de agitação”, afirma.

Petiscos podem causar intoxicação alimentar

Petiscos como pipoca, amendoim e outras guloseimas, que os humanos adoram comer durante os jogos, devem ficar bem longe dos cães e gatos. A médica veterinária alerta que esses alimentos são prejudiciais e podem causar intoxicação em grandes quantidades.  “Mesmo em pequenas quantidades eles devem ser evitados pois podem provocar problemas de pele, coceira, diabetes e sobrepeso”, completa.

Agitação e mudança na rotina deixam os animais estressados

Durante os jogos da copa, pode ser que a rotina da família mude e o animal fique exposto a mais pessoas, conversas altas e barulhos. Para que o animal não se estresse, a veterinária sugere que ele fique em um local mais reservado e quieto.

“Em situações de agitação extrema, remédios calmantes podem ser administrados, mas isso só pode ser feito com a orientação de um médico veterinário”, reitera. A veterinária diz que os tutores devem ficar atentos com o estado físico e emocional de seus animais durante os jogos e procurar ajuda de um especialista caso seja necessário.

Sobre a veterinária

Julia Oliveira de Camargo (CRMV 38.373) é Médica Veterinária pela Universidade Anhembi Morumbi e proprietária do Hospital Veterinário Dog Saúde, localizado em Jundiaí-SP (http://dogsaudejundiai.com.br)

Última atualização ( Qui, 05 de Julho de 2018 15:43 )
 

A praticidade dos ponchos

O poncho é uma peça coringa e confortável para ser usada em dias frios. Traje tradicional da América do Sul, é feito basicamente com um tecido com 3,5 x 2,5 metros, com uma abertura no centro por onde passa a cabeça e fica apoiado nos ombros. Na América Andina pode ser encontrado produzido com lã de lhama, alpaca e até vicunha. Aqui no Brasil, a peça foi usada por diversos grupos, como os bandeirantes e tropeiros. Ainda hoje é muito usado pelos gaúchos que vivem no meio rural, já que ajuda a proteger do frio e do vento. A peça pode ser vista nas grandes cidades como uma espécie de sobretudo.

Maria Inês Borges da Silveira, consultora de Comportamento Profissional e de Etiqueta Social, explica que por ser prático e confortável, os ponchos acabam agradando a todos. É possível encontrar o traje em diversos estilos e modelos, ora sofisticados, ora simples ou modernizados. “Uma boa dica é usar um modelo simples com calças mais justas ou saias retas, fica perfeito para o dia a dia. Aqui no sul do país é usado por homens e mulheres durando o inverno. O poncho é uma peça de sobreposição que aquece bem nessa época do ano”, comenta.

Já as peças mais sofisticadas, de caxemira ou lã, contornadas por peles nobres como Vison, Lontra ou Marta, servem de agasalhos e podem ser usadas em festas e solenidades, principalmente para as mulheres. A consultora faz um alerta para não erra a mão e pesar o visual. “Por ser volumoso e marcante, tome cuidado para não pesar seu visual. Usados com roupas retas ficam muito chiques. Grandes nomes da alta costura investem no poncho e muitas figuras importantes nacionais e internacionais usam sem medo de errar”, completa.

Última atualização ( Qui, 05 de Julho de 2018 11:14 )
 

5 motivos para beber água todos os dias

Pode parecer bobagem, mas muitos de nós não consumimos a quantidade de água diária indicada para o bom funcionamento do nosso organismo. “A água tem papel importantíssimo no nosso corpo, porém muitos não conseguem ingerir a quantidade mínima indicada, que é de 2 a 3 litros por dia. Essa falta de hidratação pode gerar problemas”, comenta o Dr. Aier Adriano Costa, coordenador da equipe médica do Docway.

Segundo o especialista, 72% do nosso organismo é composto de água, o que torna o seu consumo ainda mais importante. E se você ainda não está convencido disso, o Dr. Aier elencou cinco motivos pelos quais devemos beber água todos os dias.

Evita doenças: quando não consumimos a quantidade recomendada, podemos ter quadros de desidratação crônica, que levam ao envelhecimento precoce e podem colaborar com o aparecimento de doenças como as alergias (asma), doenças intestinais, enxaqueca e artrite reumatoide.

Auxilia no controle da pressão sanguínea: a água tem papel importante na densidade do nosso sangue, quando consumimos pelo menos o mínimo recomendado (2 litros diários), ela se torna um importante regulador da nossa pressão sanguínea.

Regula o intestino: ela ajuda na hidratação das fibras alimentares, auxiliando no bom funcionamento do intestino. A não ingestão de água pode levar a prisão de ventre e outras doenças intestinais e metabólicas.

Melhora o funcionamento dos rins: a ingestão de água é uma das melhores formas de evitar as temidas pedras nos rins.  A ingestão na quantidade indicada facilita o trabalho dos órgãos na excreção de nutrientes desnecessários.

Transporta nutrientes: além das outras funções, a água facilita o transporte de nutrientes e algumas vitaminas pelo nosso corpo. A baixa ingestão pode dificultar essa tarefa, evitando que esses nutrientes cheguem de forma adequada a todas as células deixando-as enfraquecidas.

“As pessoas precisam entender a importância do consumo da água. É um assunto muito batido, mas percebemos que o hábito de se hidratar com água ainda encontra muita resistência. Um corpo hidratado corre muito menos riscos de sofrer com inúmeros problemas”, completa o médico.

Última atualização ( Sex, 04 de Maio de 2018 12:24 )
 

Não transa faz tempo? Descubra o que acontece com seu corpo

É muito comum homens e mulheres, muitas vezes, deixarem o sexo de lado por inúmeros motivos. Seja porque o relacionamento caiu na rotina ou mesmo porque a mulher ou o homem está saindo de um divórcio. Estas são situações bem típicas que fazem com que algumas pessoas deixem de ter desejo ou estímulo para praticar o sexo. No entanto, não deveria ser assim porque, talvez o que poucos saibam, é que fazer sexo pode trazer inúmeros benefícios no dia a dia.

Carla Cecarello, sexóloga do site de sexo casual C-date (www.cdate.com.br), explica que a primeira e mais notável mudança no caso de quem não transa há muito tempo é a alteração do humor. Por isso, especialmente no caso de quem acabou de sair de uma relação de muitos anos, explica a especialista, o sexo casual é uma das melhores alternativas para passar por esse momento. “No sexo casual não há nenhum compromisso. Neste caso, o único objetivo do casal é se divertir e seguir a vida no dia seguinte, sem cobranças”, orienta ela.

Quer descobrir o que mais acontece com seu organismo quando você fica muito tempo sem fazer sexo? Quem analisa cada uma das situações é Carla Cecarello:

- A pessoa que está há muito tempo sem transar fica irritada e nervosa. Muitas vezes, ela nem se dá conta que essa alteração no humor é decorrente do fato de não estar transando. Porque quando a gente faz sexo descarrega muitas substâncias que não servem para o corpo, algumas, inclusive, que provocam estresse. Nós fabricamos também outras substâncias que são importantes para trazer conforto e bem-estar. Por isso que a pessoa, quando fica muito tempo sem transar, tem muito mal humor;

- No caso das mulheres, quando elas ficam muito tempo sem transar, a musculatura da vagina fica sem exercício. Futuramente, quando ela for fazer penetração vai sentir dor ou incômodo, uma vez que a musculatura fica enrijecida. É como o corpo, se você fica muito tempo sem fazer exercício físico e volta a se exercitar depois de um longo período, vai sentir o corpo dolorido;

- Quando o homem fica muito tempo sem transar ele, muito provavelmente, vai acabar ejaculando mais rápido. Isso acontece por causa da ansiedade de viver esse momento depois de tanto tempo sem sexo;

- Ficar muito tempo sem transar pode deixar a pessoa constrangida com a situação também. Então, ela fica um pouco sem saber o que fazer, não se expressa de uma forma espontânea, fica limitada e tímida. É como se estivesse começando de novo a vida sexual;

- A pessoa que fica muito tempo sem transar também vai ter dificuldade de dar início a uma relação sexual. Ela sempre vai esperar alguém dar o primeiro passo porque está muito retraída e não consegue dar início ao sexo;

- Homens que ficam muito tempo sem transar também correm o risco de não ter ereções quando retomam o sexo. Neste caso, a ansiedade toma conta e é uma das responsáveis por provocar essa situação. É como se ele perdesse um pouco o jeito de ter relações sexuais, e a ereção está diretamente ligada à confiança;

- Pessoas que ficam muito tempo sem transar perdem a criatividade, justamente pelo retraimento, por não estar se ‘atualizando’ para o sexo. A tendência é, então, seguir sempre o padrão de ‘papai e mamãe’ na hora do sexo porque a pessoa realmente perde o jeito em relação ao sexo;

- Pessoas que ficam muito tempo sem sexo também podem ter a produtividade no trabalho prejudicada. Porque apesar de não fazer o sexo, isso é um assunto que fica atormentando a cabeça da pessoa. Ela fica pensando em vários motivos, como ‘por que eu não faço sexo’, ‘por que eu não me solto’, etc. Isso, muitas vezes, vai comprometer a autoestima dela, e vai fazer com que ela não se sinta atenta e nem com foco suficiente. Então, vai mexer com a atenção dela, a ponto de não conseguir uma boa produtividade. Já tem inclusive estudos mostrando isso;

- A pessoa que não transa, como disse antes, fica com a autoestima muito prejudicada. Ela não investe nela mesma em muitos aspectos. Muito provavelmente é uma pessoa que não lê mais, que não investe nela e nem no próprio conhecimento. Não investe nela espiritual e nem pessoalmente falando. É uma pessoa que se relaxa, não cuida mais do cabelo, da aparência, da roupa. É uma pessoa que se abandona de certa forma, tornando-se alguém com pouca atratividade;

- Quem não faz sexo há muito tempo e está numa relação estável, como quando se está casada, às vezes também fica com a vida em família comprometida. Pode ocorrer dessa pessoa se isolar do convívio com o outro, por exemplo. Então, quando ela chega em casa, vai para a TV ou computador, quase nem conversa com o parceiro. Também se isola de amigos porque não tem o que contar e nem o que falar das proezas na vida sexual.

Agora a dica valiosa é esquecer essa historia de chegar ao orgasmo juntos. Essa ideia de alcançar o clímax junto é algo utópico, pois isso depende muito da disposição dos dois, do momento em que eles estão, do estado de ânimo, do tempo de cada um. “Optar por esperar o tempo da outra pessoa pode acabar prejudicando o seu próprio prazer. Então, cada um tem que curtir o orgasmo no seu tempo e aproveitar, da melhor maneira possível, o tempo com o outro”, conclui a sexóloga do C-date.

Sobre o C-date (www.cdate.com.br)

Fundado em 2008, o C-date foi o primeiro site de encontros casuais da Europa. Atualmente está presente em 35 países e tem mais de 15 milhões de usuários. Todos os dias, mais de 20 mil novos membros - homens e mulheres - se inscrevem no C-date. O perfil dos usuários é composto por pessoas com idade entre 30 e 50 anos e que procuram viver aventuras sem compromisso, de forma elegante.

Última atualização ( Sex, 27 de Abril de 2018 09:48 )
 

MRV inaugura escola profissionalizante para trabalhadores da construção civil em Canoas

A MRV Engenharia inaugurou nesta terça-feira, 17 de abril, a primeira escola de instalador hidráulico para trabalhadores da construção civil no Rio Grande do Sul. Em parceria ao Senai, a construtora oferece aulas de encanador aos operários durante o horário de expediente, no período de 3 meses. As aulas são ministradas no próprio canteiro de obras, no município de Canoas.

A iniciativa faz parte do programa Escola Nota 10 do Instituto MRV, que já beneficiou mais de 3.500 trabalhadores desde seu lançamento em 2011. Atualmente o Instituto MRV promove e faz o acompanhamento de mais de 170 escolas de alfabetização, inclusão digital e profissionalizantes em seus canteiros de obras.

 

Canoas realiza Moto Fest

O ronco dos motores vai levantar o clima neste sábado, dia 21, em Canoas com a realização do Moto Fest. Uma grande oportunidade para os apaixonados por motos e suas máquinas. O evento, a ser realizado no Posto Boqueirão Ipiranga, reunirá motociclistas e amantes das duas rodas, em um dia com muito rock ao vivo, food trucks, sorteio de prêmios e brindes.

Um dos realizadores, Gustavo Neves, explica que as atrações especiais vão ao encontro de quem curte motos, independente das cilindradas. Na oportunidade, poderão testar o combustível especial Octapro, da Ipiranga. Neves revela que o objetivo é unir as pessoas que gostam de motociclismo, em um dia agradável de confraternização. O evento tem início as 10h, no posto, sito à avenida Boqueirão, 2710, Igara 2, Canoas, junto ao ginásio SP.


MOTO FEST - 21 de abril – Sábado – 10h

Avenida Boqueirão, 2710, Igara 2, Canoas

Maiores informações: 3477.7141

Em caso de Chuva, evento será remarcado!

 
Página 1 de 146

Publicidade

Publicidade

Blogs

Enquete

Você é favor da convocação de Eleições Gerais no Brasil
 

Twitter CN

    Newsletter

    Expediente

    EXPEDIENTE
    Rua Santos Ferreira, 50
    Canoas - RS
    CEP 92020-000
    Fone: (51) 3032-3190
    e-mail: redacao@jornal
    correiodenoticias.com.br

    Banner
    Banner
    Banner

    TurcoDesign - Agencia de Publicidade Digital