Jornal Correio de Notícias

Página Inicial | Destaques

Destaques

CEEE começa inspeção aérea em linhas de transmissão

Começou nesta segunda-feira, 3 de outubro, a inspeção aérea realizada anualmente pelo Grupo CEEE em suas linhas de transmissão. O trabalho é preventivo e busca identificar eventuais anomalias no Sistema, a fim de que sejam feitos reparos ou substituições com a devida antecipação, evitando falhas e interrupções no abastecimento das concessionárias de distribuição (RGE, AES Sul ou CEEE-D).

Na inspeção aérea, técnicos da Companhia realizam uma varredura de helicóptero, a 15 metros de distância dos condutores, com uma velocidade de 60 quilômetros por hora, fazendo registro fotográfico ou em vídeo para compor o relatório elaborado após a atividade. As duas primeiras etapas serão realizadas com os técnicos responsáveis pelas regionais de manutenção de Gravataí e Canoas, que farão a vistoria de todas as linhas de transmissão localizadas na abrangência dessas equipes, que inclui Porto Alegre, região Metropolitana, Serra e Litoral Norte, por exemplo.

Em seguida, serão avaliadas as condições das demais linhas de transmissão que estão concedidas ao Grupo CEEE, que percorrem os diversos municípios do Rio Grande do Sul. Essas atividades serão realizadas pelos técnicos das regionais de manutenção responsáveis pelas outras regiões do Estado: de Pelotas, Alegrete, Cruz Alta, Passo Fundo e Venâncio Aires.

Concluída esta etapa, será feita a inspeção termográfica nas linhas de transmissão de Porto Alegre e da região Metropolitana, que estão sujeitas às maiores cargas do Estado. A previsão é de que toda a atividade esteja concluída até o final do mês de outubro.

Última atualização ( Qua, 05 de Outubro de 2016 14:53 )
 

Dia Nacional do Idoso: Direitos iguais a tratamento e qualidade de vida em todas as idades

No próximo 01 de outubro é celebrado o Dia Nacional do Idoso, quando diversos serviços de saúde chamam a atenção para a necessidade de cuidados que atendam às necessidades da terceira idade. O tema é de grande importância, visto que a cada ano a população brasileira aumenta seu número de idosos, que precisam ser inseridos em ações que não apenas prolonguem suas vidas, mas que os proporcione mais qualidade no viver.
Como explica o neurocirurgião especialista em dor pela AMB (Associação Médica Brasileira), Dr. Claudio Corrêa, é comum doenças degenerativas surgirem com mais frequência na terceira idade, especialmente àquelas geradoras de dor, como as doenças reumatológicas, ósseas, as neuropatias, entre outras.
O tratamento da dor crônica no idoso é parecido com o indicado a uma pessoa jovem, via fármacos, reabilitação física, além de procedimentos cirúrgicos e suporte da terapia mental, quando necessário. Porém, deve-se ficar atento ao fato de nesta fase da vida o indivíduo já ter um consumo mais elevado de medicamentos, que podem gerar interação. Além disso, alguns medicamentos têm restrição de indicação devido a maior fragilidade do organismo com seus efeitos colaterais. É o caso de analgésicos anti-inflamatórios, por exemplo, que afetam a mucosa do estomago, rins, e outros. 
Por isso, o médico destaca a importância de priorizar medidas educativas que estimulem na população os bons hábitos ao longo de toda a vida, para evitar as doenças ou adiar ao máximo o seu surgimento e consequências. A prática regular de atividade física, especialmente exercícios aeróbicos leves, ajudam na saúde cardiovascular; já a musculação ajuda na manutenção da força e do equilíbrio contra quedas. Uma alimentação saudável, equilibrada em nutrientes, mantém a energia necessária para o organismo se manter mais forte e resistente às doenças. Somando a isso, é importante manter uma vida social ativa e realizar checkups anuais para identificar possíveis doenças ainda no início, quando são mais fáceis de serem tratadas. 
Por fim, dr. Cláudio destaca que o idoso não precisa se conformar com os problemas típicos de sua idade, porque que embora comuns, são tratáveis, como em qualquer idade e assim como quando jovem é seu direito manter uma vida mais plena. 
Dr. Claudio Corrêa
Com mais de 30 anos de atuação profissional, Dr. Claudio Fernandes Corrêa possui mestrado e doutorado em neurocirurgia pela Escola Paulista de Medicina/UNIFESP. Especializou-se no tratamento da dor aliado a neurocirurgia funcional – do qual se tornou referência no Brasil e no Exterior.
É também o idealizador e coordenador do Centro de Dor e Neurocirurgia Funcional do Hospital 9 de Julho, serviço que reúne especialistas de diversas especialidades para o tratamento multidisciplinar e integrado aos seus pacientes.

 

Setembro amarelo: Pilates auxilia em tratamento de depressão

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio ao redor do mundo. Sendo que para cada indivíduo que realiza este ato, existem outros 20 que tentaram, mas não conseguiram concluir. Os maiores índices com este tipo de prática são em regiões onde os habitantes sofrem de dificuldades socioeconômicas. No Brasil, as taxas de suicídio são maiores entre os idosos, mas ultimamente vem crescendo entre jovens e adultos de 14 a 30 anos. Neste cenário, nasceu em 2014 o movimento setembro amarelo, que possui o propósito de prevenir e diminuir casos de suicídio.

A depressão é vista como uma das principais causas para esta ação, por isso, é importante que pessoas próximas a indivíduos com sintomas referentes a esta doença prestem atenção e busquem ajuda em casos de necessidade. Uma das ferramentas que auxilia no tratamento da depressão é o Pilates, técnica que desenvolve mente e corpo por meio de exercícios físicos e alongamentos.

Alterações no apetite, humor e qualidade do sono, desânimo, baixa autoestima, cansaço de forma rápida e excessiva e dificuldades em se concentrar são alguns dos sintomas sofridos por pessoas que possuem esta doença. Por sua vez, o exercício físico como a prática do Pilates, regula os neurotransmissores cerebrais, responsáveis por enviar o impulso nervoso de um neurônio ao outro, resultando em uma melhora nas conexões do cérebro.

Com os neurotransmissores regulados, a química cerebral é ajustada e hormônios como serotonina, que regula o humor, a endorfina, responsável por aumentar o bem-estar e a adrenalina, que regula a emoção são normalizados.

“O pilates é um método que conecta a mente e o corpo de forma tranquila, sem muito impacto. Ou seja, para indivíduos que se sentem muito cansados ou que possuem uma falta de interesse por atividades, como é o caso da depressão, a prática deste exercício não requer inicialmente que saiam tanto da sua zona de conforto. Mas aos poucos, quando começam a perceber os benefícios, se motivam a conseguir um aumento destas melhorias”, afirma Eduardo Silva, educador físico e sócio proprietário do Espaço Ideal Fitness.

O exercício do pilates garante uma melhora na autoestima, aumento da força física e disposição, maior consciência corporal, facilidade no ato de respirar, relaxamento consciente e diminuição do estresse. 

Ainda de acordo com Silva, o Pilates não é efetivo apenas no momento em que a depressão se manifesta, mas, também é eficaz na prevenção. “As causas da depressão podem ser desde situações complicadas do cotidiano, como a morte de um parente, até doenças sistêmicas, efeitos colaterais de certos medicamentos e o fator genético. Portanto, não existe um padrão para adquirir esta doença, qualquer um está sujeito e o ideal é prezar a saúde e a qualidade de vida, não apenas quando os problemas nos atingem, mas inserir os exercícios de forma contínua em nossas rotinas”, explica.

Última atualização ( Qua, 28 de Setembro de 2016 11:06 )
 

Feira de Adoção de filhotes acontece nos dias 24 e 25 de setembro, em Porto Alegre

Os voluntários da Patas Dadas promovem mais uma feira de adoção de filhotes nas praças de Porto Alegre, no decorrer deste final de semana. A atividade acontece no sábado, 24 de setembro, na praça da Encol, ao lado do cachorródromo, e no domingo, 25 de setembro, na Redenção. Nos dois dias, a atividade acontece entre às 10h e15h.

Nesta edição, o carinho fica por conta da "Família Refri": uma ninhada de filhotinhos batizados com nomes de refrigerante. Os sete cachorrinhos foram abandonados juntos com a sua mamãe, chamada "Grapette", desnutridos e com problemas de saúde. Completamente recuperados e saudáveis, agora estão disponíveis para adoção.

Na ocasião, a banquinha do Patas Dadas também vende seus produtos e arrecada doações. É possível encontrar bloquinhos, bottons, adesivos e camisetas em diversos modelos. Toda a renda obtida é revertida para a proteção, tratamento, vacinação e castração de cães e gatos abandonados. A agenda completa do Patas Dadas está disponível no site www.patasdadas.com.br/eventos.

Sobre o Patas Dadas

O grupo de voluntários da ONG Patas Dadas, fundado em 2009, se encarrega de proteger, tratar, vacinar, castrar e encaminhar para adoção cães e gatos abandonados. Sua principal missão é resgatar animais abandonados, proporcionando todo tratamento necessário, priorizando o bem-estar do animal até sua adoção e trabalhar ativamente na conscientização da população quanto a adoção responsável de animais de rua. Toda a renda que manté
 

Você sabe porque seu filho se comporta diferente com a chegada de um irmãozinho?

A chegada de um irmãozinho pode causar nas crianças o medo de perder a atenção, e até mesmo, o amor dos pais. Por causa desses anseios, é muito comum que adotem atitudes mais regressivas, como voltar a usar fraldas, chupeta, chorar por qualquer motivo ou solicitar o colo dos pais com mais frequência. Crianças pequenas não sabem demonstrar seus sentimentos de forma clara e usam esses comportamentos como sinal de que precisam de amparo e ajuda para elaborarem essas transformações.

Juliana Martins, mãe, psicóloga e fundadora da BBDU, afirma “É importante, portanto, que os pais adotem uma postura de compreensão, diálogo, paciência e muito carinho. Este é o caminho para ajudar seu primogênito a lidar de uma forma mais equilibrada com a gestação e o nascimento do irmãozinho.”

Partindo dessa afirmativa, a BBDU desenvolveu o “Mural das Conquistas - A espera do irmãozinho”, que possibilita a criança um acompanhamento da gestação da mamãe e o crescimento do bebê, até o seu nascimento, funcionando como um calendário da gestação. “Inserir o filho mais velho nos acontecimentos relacionados à chegada do irmão menor fará com que ele não se sinta deixado em segundo plano”, explica Juliana.

Apesar de todo esse envolvimento, vale lembrar que crianças muito pequenas não têm a mesma noção de tempo que os adultos. Elas não conseguem compreender quanto falta para a chegada do irmãozinho e essas expectativas, muitas vezes ajudam a desorganização emocional das crianças. É nessa hora que o “Mural - à espera do irmãozinho” pode ajudar. “Outras atitudes como: ler algumas historinhas que falem de como nascem os bebês, ou assistir filmes que tratem do tema nascimento ou relacionamento entre irmãos, também são indicados”, completa a psicóloga.

De acordo com a profissional, se a criança apresentar maiores dificuldades para entender o desenvolvimento do bebê, mostre fotos e vídeos dela enquanto pequena, de modo que ela compreenda que também já passou por essas fases e cresceu.

Última atualização ( Qua, 14 de Setembro de 2016 12:15 )
 

Fundo de Garantia do Tempo de Serviço completa 50 anos

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) completa 50 anos, nesta terça-feira, 13 de setembro, com um total de R$ 498 bilhões em ativos, patrimônio líquido superior a R$ 100 bilhões e se consolida como um dos principais agentes de desenvolvimento do país. Nesse período, mais de R$ 426 bilhões foram aplicados em obras de moradias populares, rodovias, portos, hidrovias, aeroportos, ferrovias, energia renovável e saneamento básico.

Os investimentos a serem aplicados, até 2019, em habitação, saneamento básico e infraestrutura urbana, ultrapassam R$ 218 bilhões, conforme orçamento aprovado pelo Conselho Curador do FGTS. Mais de 4 mil municípios (73%) já tiveram obras financiadas com recursos do Fundo. Até junho desse ano, o Fundo havia aplicado mais de R$ 28 bilhões em obras, em todos os estados do Brasil.

Criado no dia 13 de setembro de 1966, o FGTS funciona como uma poupança paga pelo empregador em nome do empregado, equivalente a 8% da remuneração, sem descontar do salário do trabalhador. Desde sua criação, já foram realizados mais de 702 milhões de saques das contas vinculadas totalizando mais de R$ 890 bilhões injetados na economia brasileira. Em 2015, os trabalhadores realizaram 37,8 milhões de saques, num total de R$ 100 bilhões, nas 31 modalidades previstas em lei. Atualmente, o Fundo conta com 37,6 milhões de contas ativas, que recebem depósitos mensais regulares, efetuados por 4,2 milhões de empregadores.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, avalia que o FGTS já demonstrou ter capacidade de manter níveis expressivos de investimentos, mesmo em cenários econômicos adversos, sem colocar em risco os recursos dos trabalhadores cotistas. "Os investimentos aprovados pelo Conselho Curador demonstram a importância do Fundo para a execução de obras estratégicas no país. E, por outro lado, o aniversário de 50 anos marca também a garantia do FGTS como um direito do trabalhador brasileiro", afirma.

O Fundo de Garantia apresentou evolução expressiva em todos os seus números nessa última década. O ativo total do Fundo avançou 167% no período – de R$ 186 bilhões para R$ 498 bilhões. O patrimônio líquido saltou 376%, desde 2006, saindo de R$ 21 bilhões para os atuais R$ 100 bilhões. A arrecadação bruta do FGTS, que era de R$ 36 bilhões anuais, alcançou R$ 114 bilhões; uma evolução de 216% no período. O total de contas administradas também cresceu: o Fundo possuía 514 milhões de contas vinculadas e hoje o total ultrapassa 719 milhões.

Investimentos em Saneamento, Infraestrutura e Habitação


Ao longo de sua existência, o FGTS investiu cerca de R$ 360 bilhões – em valores nominais – para o financiamento de 10 milhões de moradias, beneficiando diretamente 58 milhões de brasileiros. A estimativa é que mais de 18 milhões de empregos tenham sido gerados ou mantidos pelas obras financiadas. Nos últimos 10 anos (2006 a 2015), o Fundo foi responsável por 52% das unidades habitacionais contratadas no Brasil. Isso representa 3,9 milhões de moradias, de um total de 7,67 milhões, incluindo as unidades contratadas com recursos da poupança (SBPE). Apenas em 2015, foram financiadas 526 mil unidades com recursos do FGTS, o que equivale a 60,6% do total de 868 mil unidades financiadas no país.

Os recursos direcionados pelo FGTS, para financiar obras de saneamento e infraestrutura, por intermédio de seus diversos programas, somaram, em 2016, cerca de R$ 66 bilhões em valores nominais. Os investimentos em obras de saneamento e infraestrutura geram efetivo crescimento do bem-estar social a 137 milhões de brasileiros, e já contribuíram para a criação de mais de 5 milhões de empregos. O orçamento do Fundo para saneamento e infraestrutura, para o próximo triênio, é de R$ 44 bilhões.

Governança e gestão


O Conselho Curador do FGTS é a instância máxima de deliberação. Formado por 24 representantes, que incluem membros do Governo Federal, de entidades dos trabalhadores e dos empregadores, o Conselho aprova, de forma colegiada, as decisões do Fundo, em reuniões que normalmente acontecem a cada dois meses.

O Ministro do Trabalho ocupa a presidência do Conselho Curador. Além disso, o Ministério é responsável pela apuração dos débitos e das infrações praticadas pelos empregadores. O Ministério das Cidades é o responsável pela elaboração do orçamento e gestão da aplicação do FGTS, além de ocupar a vice-presidência do Conselho.

A CAIXA é o Agente Operador dos recursos do FGTS. O banco centraliza todos os recolhimentos mensais e controla as 719 milhões de contas vinculadas, em nome dos trabalhadores. A CAIXA emite ainda os Certificados de Regularidade do FGTS (CRF), que atestam se os empregadores e tomadores de recurso estão em dia com suas obrigações. Além disso, define procedimentos operacionais, que serão necessários à execução dos programas de habitação popular, saneamento básico e infraestrutura.

Responsável por toda parte de atendimento ao trabalhador e ao empregador, a CAIXA realizou o pagamento de 93 milhões de saques, nos últimos dois anos, ou mais de 60 mil por hora. Para isso, o banco coloca à disposição da população mais de 60 mil pontos de atendimentos, inclusive no exterior. Já foram realizados mais de 11 mil saques, feitos por brasileiros que moram fora do país, desde de 2010. Além disso, a CAIXA investe constantemente em soluções inovadoras para atendimento às demandas do FGTS, dos trabalhadores e dos empregadores.

Em comemoração ao aniversário de 50 anos do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço, serão lançados o bilhete das Loterias CAIXA e o selo oficial dos Correios. Além disso, haverá também uma premiação para os vencedores das melhores monografias sobre a temática do Fundo no ano 2016.

Última atualização ( Ter, 13 de Setembro de 2016 11:36 )
 
Página 6 de 143

Publicidade

Publicidade

Blogs

Enquete

Você é favor da convocação de Eleições Gerais no Brasil
 

Twitter CN

    Newsletter

    Expediente

    EXPEDIENTE
    Rua Santos Ferreira, 50
    Canoas - RS
    CEP 92020-000
    Fone: (51) 3032-3190
    e-mail: redacao@jornal
    correiodenoticias.com.br

    Banner
    Banner
    Banner

    TurcoDesign - Agencia de Publicidade Digital