Jornal Correio de Notícias

Página Inicial | Entretenimento

Entretenimento

O Caminho do Louco chega às livrarias pela AVEC Editora

Com seu novo romance, a AVEC Editora volta a explorar o gênero da Literatura Fantástica. O Caminho do Louco – Guerras do Tarot volume 1 (296 páginas, 16x23cm, papel lux cream 70g, R$ 39,90) é o primeiro livro de uma trilogia escrita por Alex Mandarino. Neste volume o leitor acompanha a trajetória do jornalista brasileiro André Moire enquanto ele se envolve com uma organização internacional secreta que representa os arcanos do Tarot.

Quando André Moire deixa tudo para trás para se envolver com o grupo secreto dos arcanos do Tarot ele descobre que seus integrantes estão dispostos a elevar a consciência da humanidade. A organização lança mão de magia, ciência, arte, técnicas hacker e até mesmo parkour para enfrentar as forças da Conformidade, que querem a estagnação da humanidade. Neste thriller conspiratório com toques subversivos e sobrenaturais o leitor conhecerá o Louco, o Mago, a Sacerdotisa, o Carro, o Sol, a Imperatriz, o Imperador e vários outros arcanos maiores e menores. Com um tom sombrio e misterioso, a trama atravessa o mundo, passando por locais como Rio de Janeiro, Paris, México, Amazônia, Riviera e Inglaterra.

O Caminho do Louco – Guerras do Tarot volume 1 já pode ser adquirido através do site da AVEC (http://www.avecstore.com.br/) e chegará durante as próximas semanas nas principais redes de livrarias do país.

Tudo é importante

Cada detalhe presente na edição lançada pela AVEC é importante para a história narrada pelo autor. Da capa às artes internas, tudo se liga aos mistérios da trama. Embora este volume possa ser lido como uma história fechada, ele deixa várias pistas do que vai se desenvolver na trilogia. O editor Artur Vecchi explica que neste livro foram apresentadas as artes de cinco das cartas do Tarot com os personagens do universo criado por Mandarino, mas ressalta que muitas outras serão reveladas nos dois próximos volumes. Toda a nova versão do baralho é ilustrada pelo desenhista Fred Rubim, já conhecido por seu trabalho na graphic novel O Coração do Cão Negro. “Era imprescindível um cuidado com estas artes, já que o visual das cartas ajuda o leitor a se familiarizar com os personagens e com a trama”, revela o editor.

Público-alvo
Segundo Alex Mandarino, a obra foi construída para agradar a públicos variados, desde o leitor ocasional, que lê pela primeira vez uma obra ficcional de fantasia, até os fãs de nichos específicos da cultura pop, como quadrinhos e RPG.

O autor

Alexandre de Jarem Indá Mandarino, nascido no Rio de Janeiro, em 1970, trabalhou durante 12 anos como jornalista de cultura e tecnologia. Largou as redações para escrever ficção e fazer música eletrônica. Entre seus contos publicados estão A Aventura do Penhasco dos Suicidas, Hiriburu, O Círculo de Ossos, O Rabo da Serpente, Fast-Forward/Rewind e The Eye That Ate the Sky, este lançado em inglês na antologia Miseria's Chorale. Hiriburu será lançado em 2016 em alemão pela revista austríaca Visionarium. Mandarino é o editor da revista literária Hyperpulp e desde os anos 90 vem criando beats e samples com seus projetos musicais Chip Totec, Phunk Phreak e Terra Incognita (este em parceria com sua namorada, Leandra Lambert). Entre seus trabalhos de tradução constam a série Discworld, de Terry Pratchett; livros da série Star Wars; e The Invisibles, de Grant Morrison, além de autores como China Miéville e William Gibson. Mandarino faz sua estreia como romancista com este O Caminho do Louco, primeiro livro da trilogia Guerras do Tarot. Mais informações sobre seus trabalhos na literatura podem ser obtidas nos seus sites www.alexmandarino.com  e www.guerrasdotarot.com.

 

Concertos Didáticos com o Coral de Canoas nesta quarta-feira

A Casa das Artes Villa Mimosa (Avenida Guilherme Schell, 6270) recebe nesta quarta-feira, 3 de agosto, às 20 h, o Coral de Canoas (COCAN) para uma noite de música e formação. A série dos Concertos Didáticos do grupo, que atua há mais de 50 anos na cidade, traz, ao público, noções de música coral, com a explanação da formação dos naipes vocais e repertório. O objetivo é ampliar o interesse pela arte através da música e do canto coral na comunidade e despertá-lo junto às novas gerações.

A entrada é franca e as senhas serão distribuídas a partir das 19 h 30 min.
 

Pizzaiolo bate recorde com pizza acrobática

O pizzaiolo de Canela/RS, Peterson Secco Oliveira entra novamente para o RankBrasil, desta vez pelo Maior tempo de pizza acrobática. O desafio aconteceu em 12 de julho de 2016, com a presença do fiscal Luciano Cadari.

Para obter a marca, ele realizou malabarismo com a massa durante quatro minutos e 27 segundos, iniciando com aproximadamente 10 cm de diâmetro e finalizando o processo com 40 cm. “A acrobacia serve para dar elasticidade à massa. Devido à gravidade, a tendência é se estender na descida”, destaca Peterson.

De acordo com o recordista, como não havia registro no país com esta modalidade, teve a ideia de abrir uma nova categoria de recorde e ser pioneiro. “É uma prática muito usada em pizzas clássicas (na Itália), mais não é comum no Brasil”.

Ele explica que a pizza acrobática é artística, não sendo destinada para o consumo. “Tem eventos onde contratam o nosso serviço para fazer este malabarismo”, conta. Segundo o pizzaiolo, entre as dificuldades da arte estão dominar a receita, a temperatura adequada, a farinha e a técnica, além da necessidade de aprender novos movimentos.

Conforme Peterson é preciso fazer a massa em uma temperatura que não ultrapasse 23º C e a farinha deve ser originária de região fria. “A farinha forte de um trigo de extrema qualidade tem duas proteínas insolúveis em maior proporção – gliadina e glutenina – que formam a malha de glúten. Na receita colocamos sal a parte, o qual exerce papel importante reforçando a malha oriunda das proteínas, deixando a massa com mais elasticidade”, revela.

O pizzaiolo afirma que o novo recorde junto ao RankBrasil significa outro marco para a cidade de Canela (RS) e mais uma conquista profissional, incrementando o seu currículo.

Carreira

Peterson trabalha como pizzaiolo há 10 anos. “A profissão me escolheu e caí de pára-quedas dentro de uma pizzaria”, diz. Ele conta que precisava trabalhar e iniciou cedo como garçom. “Depois virei supervisor e quando comecei em outra pizzaria o dono me convidou para aprender o ofício”, completa.

Atualmente o recordista é proprietário da pizzaria The Petit Pizza na Pedra. Desde que iniciou na área, sempre que sobrava um tempo no trabalho ele treinava as acrobacias. “Fui pegando gosto, vendo vídeos e desenvolvendo a técnica cada vez mais”, finaliza.

O pizzaiolo também possui o recorde junto ao RankBrasil de Maior pizza do país, medindo 3,11 m de diâmetro e 156,11 kg.

 

As lingeries certas para o dia a dia da mulher

Escolher a lingerie certa é essencial para que a mulher tenha um dia a dia confortável. Nada é mais incomodo do que um elástico que aperta, uma renda que incomoda. Por isso as peças de microfibra leve e sem elástico são as mais indicadas para usar diariamente. Além de garantir conforto absoluto, essas peças suavizam as transparências e o melhor, fazem você esquecer que está vestindo uma lingerie.
Para as calcinhas, o ideal são modelos maiores, que comportem todo o bumbum, evitando que marque e que fique pegando em alguma parte. Calcinhas apertadas demais acabam não deixando a pele respirar corretamente, comprimindo vasos linfáticos, causando celulite e o envelhecimento precoce da pele.
Os cuidados com o sutiã também não devem ser esquecidos, as peças também devem ser no tamanho ideal, sem apertar e aqui também o ideal é usar tecidos que deixe a pele respirar. Deve-se sempre prestar atenção na sustentação do modelo. A elasticidade das peças se deteriora e, em caso de uso diário, a peça não deve ultrapassar 6 meses de uso. Modelos com bojo e aro fazem sucesso entre as mulheres brasileiras em ocasiões especiais, mas nada como uma peça sem costura para usar no dia a dia.
As peças da Plié são seguem todos esses pré-requisitos e por isso são ideais para usar todos os dias. Todas as peças da marca, reconhecida no mercado de lingerie por suas peças funcionais, são extremamente confortáveis, feitas de microfibra e sem costuras laterais.
Mais que lançar produtos, a marca busca compreender as emoções do universo feminino, valorizando a auto estima, a liberdade, a aceitação e a personalidade de cada mulher

 

Karina Buhr na série sobre A Palavra Futuro do Unimúsica 35 anos

No terceiro concerto da série sobre a palavra futuro, em comemoração aos 35 anos de criação do UNIMÚSICA, o projeto apresenta SELVÁTICA, o mais recente trabalho da cantora e compositora KARINA BUHR. Inicialmente previsto para o dia 1º de setembro, o concerto foi antecipado devido a uma viagem da artista, que parte para uma temporada de estudos na Alemanha.Karina se apresenta no dia 04 de agosto, às 20h, no Salão de Atos da UFRGS. No dia 06, também às 20h, ela será entrevistada pela jornalista Katia Suman, pela professora no Departamento de Música da UFRGS Isabel Nogueira e por aluno-bolsista da UFRGS TV em encontro aberto ao público, na Sala II do Salão de Atos.

A cantora, compositora, atriz, percussionista e escritora Karina Buhr começou na música em 1992, nos maracatus do Recife. De lá pra cá, suas atuações foram as mais diversas: criou a banda Comadre Fulozinha, trabalhou no Teatro Oficina, de Zé Celso Martinez Corrêa, aventurou-se na escrita. Em 2012, criou a fanzine digital Sexo Ágil, com edições anuais, e no mesmo ano passou a assinar coluna mensal na Revista Cultura. Em 2015 lançou Desperdiçando rima, livro de poesias, crônicas e ilustrações. Também participa da bancada do Programa Piloto, da TV Carta, ao lado de Leonardo Sakamoto, PC Siqueira e Ferréz. Guiada pela temática feminista, Karina agora apresenta Selvática, seu terceiro álbum de carreira, totalmente autoral. Partindo da ideia dos animais selváticos, o trabalho desconstrói e dessacraliza o papel da mulher, presente em textos sagrados que associam a figura feminina à traição e à fraqueza. No palco do Unimúsica, Karina estará acompanhada por Edgard Scandurra (guitarra), Mau Pregnolatto (baixo), Bruno Buarque (bateria) e André Lima (teclados). O Unimúsica é uma realização do Departamento de Difusão Cultural da Pró-Reitoria de Extensão da UFRGS com parceria cultural da Fundação Médica do Rio Grade do Sul.

UNIMÚSICA 35 ANOS – SÉRIE SOBRE A PALAVRA FUTURO

04 de agosto: Karina Buhr | Selvática

08 de setembro: Marlui Miranda | Fala de bicho, fala de gente

06 de outubro: Carina Levitan + Gisele de Santi + Gutcha Ramil + Vanessa Longoni | Sobre a palavra futuro

03 de novembro: Elza Soares | A mulher do fim do mundo

UNIMÚSICA 35 ANOS | SÉRIE SOBRE A PALAVRA FUTURO

KARINA BUHR | ENTREVISTA ABERTA COM KATIA SUMAN E ISABEL NOGUEIRA

Quando: 03 de AGOSTO, quarta-feira, às 20h

Local: Sala II do Salão de Atos da UFRGS (Av. Paulo Gama, 110)

Entrada Franca

KARINA BUHR |SELVÁTICA

Quando: 04 de AGOSTO, quinta-feira, às 20h

Local: Salão de Atos da UFRGS (Av. Paulo Gama, 110)

Retirada de entradas através da troca de um livro em bom estado por ingresso a partir de 02 de AGOSTO (TERÇA-FEIRA), das 9h às 20h, no mezanino do Salão de Atos da UFRGS.

 

Marcos Machado e Ney Fialkow realizam recital de contrabaixo e piano na Casa da Música

No domingo, 31 de julho, às 18h, Marcos Machado (contrabaixo) e Ney Fialkow (piano) realizam um recital com três sonatas de W.A. Mozart originalmente compostas para violino e piano, mas especialmente adaptadas para contrabaixo e piano por Marcos Machado. A apresentação é a quinta desse ano da Série Recitais Casa da Música. O valor do ingresso é espontâneo. A Casa da Música localiza-se na Rua Gonçalo de Carvalho, 22, próximo ao Shopping Total.


Série Recitais Casa da Música

Recital com Marcos Machado (contrabaixo) e Ney Fialkow (piano)

Dia 31 de julho, domingo, às 18h

Ingresso: valor espontâneo

Obras: três sonatas originalmente compostas para violino e piano,

mas adaptadas para contrabaixo e piano

Local: Rua Gonçalo de Carvalho, 22

Currículo de Marcos Machado

Marcos Machado desenvolve carreira internacional atuando como solista, professor e músico de câmara. Reside nos Estados Unidos há 20 anos, onde é professor de contrabaixo erudito e jazz na University of Southern Mississippi desde 2005. É fundador do Southern Miss Bass Symposium, em sua sexta edição nos Estados Unidos.

Marcos aperfeiçoou-se em Paris com François Rabbath, considerado o mais importante contrabaixista da atualidade. Marcos é o único sul-americano que recebeu os diplomas de Performance e Professor pelo Rabbath International Institute.

Sua formação em contrabaixo teve início com Milton R. Masciadri (1931-2009) na Escola da OSPA, continuando os estudos nos Estados Unidos na UGA com o Dr. Masciadri. Marcos é doutor em música (DMA) pela University of Illinois em Urbana-Champaign com o prof. Michael Cameron.

O virtuosismo de Marcos tem atraído a atenção de muitos músicos, em especial do compositor americano Frank Proto, que o descreveu como “brilhante”. Performances recentes incluem a estreia mundial da “Partita para contrabaixo” de Frank Proto na Convenção Bienal da International Society of Bassists (ISB). Frente à Orquestra Eleazar de Carvalho, fez a estreia mundial do Concerto para contrabaixo do compositor Arthur Barbosa.

Marcos Machado realizou diversas turnês pela Itália, França, Suíça, Alemanha, Inglaterra, Brasil, Uruguai, Argentina e Peru. Já se apresentou no Montreux Jazz Festival (Suíça), Vienne Jazz Festival (França), Victoria Bach Festival-Texas, Bonneville Chamber Music Festival-Utah, Premier Music Festival-Mississippi, FestivalSouth, Northern Lights Music Festival-Minessota, Spoleto Festival-South Carolina, Oficina de Música de Curitiba, FEMUSA-MG, FIMMA-CE, Festival Internacional de Música Unisinos, Encontro de Cordas da Amazônia-PA, Festival SESC Pelotas, South Carolina Chamber Music Festival, Raymi Bass – Festival de Contrabajo (Lima, Peru), MUNASP, Festival Internacional Música na Serra-SC, Festival Música nas Montanhas-MG, entre outros.

É contrabaixista convidado do grupo de Câmara Conspirare, sob a regência de Craig Hella Johnson, nomeado cinco vezes ao Grammy. Com esse grupo, gravou obras do compositor inglês Tarik O’Regan no famoso Music Hall do Troy Savings Bank, em Nova Iorque, com o prestigioso selo Harmonia Mundi. O CD, “Threshold of Night”, foi lançado em 2008 e indicado a dois prêmios Grammy. O CD “Conspirare in Concert”, gravado ao vivo no Long Center for Performing Arts, em Austin, Texas, foi nomeado ao Grammy Best Classical Crossover Album.

Em 2014, Marcos recebeu aprovação do sabático da University of Southern Mississippi e dedicou seu tempo para finalizar o livro de técnica de contrabaixo e gravar um CD com o pianista Ney Fialkow, lançado em maio de 2015. Em 2014, Marcos Machado foi artista em residência do Conservatório Nacional de Música em Lima, Peru.

Currículo de Ney Fialkow

O pianista Ney Fialkow foi premiado em diversos concursos, destacando-se o cobiçado título de melhor pianista do VII Prêmio Eldorado de Música, os primeiros prêmios nos concursos nacionais de piano da Universidade Católica do Salvador e o Concurso Nacional Edino Krieger. Obteve o título de “hors concours” no I Concurso para Jovens Solistas realizado na Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, realizando seu debut com essa orquestra sob a regência de Camargo Guarnieri. Apresentou-se com orquestras brasileiras sob a regência de Benito Juarez, Alceu Bocchino, Miguel Graça Moura, Lutero Rodrigues, Antônio Carlos Borges Cunha, Íon Bressan, Manfredo Schmiedt e Fredi Gerling.

Foi o solista convidado da recente turnê pelo Brasil da Orquestra Filarmônica da Univerdidade de Lehigh.

Pianista gaúcho, natural de São Leopoldo, iniciou os estudos de piano com Anita de Negri e Telmo Locatteli. Realizou seu primeiro recital aos 10 anos de idade sob a orientação de Zuleika Rosa Guedes, no Instituto de Artes da UFRGS, onde mais tarde concluiu Graduação em Música.

Obteve o Doutorado em Música pelo Peabody Conservatory da Kohns Hopkins University, Baltimore, EUA, onde foi assistente da célebre pianista Ann Schein, discípula de Arthur Rubinstein. Nesta instituição, foi agraciado com a prêmio Frances Turner por destaque em performance de piano. Cursou o Mestrado em Piano com distinção no New England Conservatory, Boston, com Patrícia Zander.

De volta ao Brasil, tem conciliado movimentada carreira de solista e camerista com a atividade de professor do Instituto de Artes e do Programa de Pós-Graduação em Música, da UFRGS, em Porto Alegre. É também formado em Medicina, atividade que exerceu por alguns anos até dedicar-se integralmente ao piano.

Tem atuado em recitais com instrumentistas de renome internacional, tais como Carmelo de los Santos, Antonio Del Claro, Csaba Erdely, Michel Bessler e Cláudio Cruz. Suas gravações incluem o Diálogo para Piano e Orquestra de Bruno Kiefer com a OSPA, obras de Luciano Zanatta e de Flávio Oliveira. Tem atuado em diversas apresentações camerísticas ao lado do Trio Interarte, nas principais capitais brasileiras. É convidado frequente como jurado de importantes concursos de piano no país e para ministrar masterclasses em diversas escolas de música do Brasil e do exterior.

 

 
Página 10 de 136

Publicidade

Publicidade

Blogs

Enquete

Você é favor da convocação de Eleições Gerais no Brasil
 

Twitter CN

    Newsletter

    Expediente

    EXPEDIENTE
    Rua Santos Ferreira, 50
    Canoas - RS
    CEP 92020-000
    Fone: (51) 3032-3190
    e-mail: redacao@jornal
    correiodenoticias.com.br

    Banner
    Banner
    Banner

    TurcoDesign - Agencia de Publicidade Digital