Jornal Correio de Notícias

Página Inicial | Política

Política

Governo envia projeto para encerrar ano com déficit primário de R$ 96,7 bilhões

Brasília - Um dia depois de fazer um contingenciamento (bloqueio de verbas) adicional de R$ 21,2 bilhões no Orçamento, a equipe econômica quer reduzir a meta fiscal para 2016. Até segunda-feira (28), o governo enviará ao Congresso projeto para alterar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e permitir que a União possa fechar o ano com déficit primário de R$ 96,7 bilhões.

O novo deficit é R$ 36,45 bilhões maior que o anunciado em fevereiro, quando o governo tinha anunciado que o governo pediria autorização para encerrar o ano com déficit de R$ 60,2 bilhões. O deficit primário é o resultado negativo das contas do governo antes do pagamento dos juros da dívida pública.

Ao explicar a medida, o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, disse que a queda de arrecadação decorrente do desempenho da economia justificou a revisão da meta. “Para que o governo ajude a economia a se estabilizar e fazer com que o emprego e a renda se recuperem mais rapidamente, estamos propondo uma nova meta fiscal. Tomamos a decisão depois de verificar a evolução de despesas no primeiro trimestre e de promover conversas dentro do governo e com parlamentares”, explicou.

Para chegar à nova meta fiscal, o projeto propõe o abatimento de até R$ 120,7 bilhões da meta fiscal para este ano, segundo o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa. Desse total, R$ 82 bilhões corresponderiam à frustração de receitas – R$ 40,3 bilhões de receitas administradas (tributos administrados pela Receita Federal) e R$ 41,7 bilhões de receitas não administradas (operações com ativos, dividendos de estatais e receitas de concessões públicas).

Os R$ 38,7 bilhões restantes corresponderão à autorização para o governo gastar R$ 3 bilhões em ações de prevenção à dengue, à febre chikungunya e ao vírus Zika e R$ 9 bilhões em obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) que estão paralisadas. O governo pedirá ainda a dedução de até R$ 3,5 bilhões de gastos com defesa e de até R$ 1,95 bilhão da regularização do Fundo de Apoio à Exportação e proporá a recomposição do contingenciamento de R$ 21,2 bilhões anunciado ontem.

Originalmente, o governo pretendia abater R$ 84,2 bilhões da meta fiscal, com R$ 72,2 bilhões decorrentes da frustração receitas – R$ 30,5 bilhões de receitas administradas e R$ 41,7 bilhões de receitas não administradas. Os valores para os gastos com saúde pública e o PAC foram mantidos.

Segundo Barbosa, o déficit primário pode aumentar em R$ 6 bilhões dependendo da adesão dos governadores à proposta de renegociação da dívida dos estados e do Distrito Federal com a União. Nesse caso, o resultado negativo poderia chegar a R$ 102,7 bilhões.

O Orçamento aprovado pelo Congresso no fim do ano passado estabelece uma meta de superávit primário – economia para pagar os juros da dívida pública – de R$ 24 bilhões para o Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) para este ano. No entanto, o agravamento da crise econômica e a queda da arrecadação dificultaram o cumprimento da meta.

Última atualização ( Qui, 24 de Março de 2016 09:51 )
 

Com a presença de 40 prefeitos, TCE-RS inaugura Gabinete das Cidades

Porto Alegre - Na tarde desta terça-feira, 15 de março, na presença de 40 prefeitos gaúchos, o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS), conselheiro Marco Peixoto, inaugurou o Gabinete das Cidades. O espaço tem o objetivo de melhor acolher e orientar os gestores municipais, através da disponibilização de informações pertinentes ao cotidiano da administração das cidades, proporcionando mais agilidade no atendimento.

No início da cerimônia de inauguração, o diretor de Controle e Fiscalização do TCE-RS, Jorge Alberto dos Santos Arruda, explicou que o Gabinete das Cidades contará com cinco servidores e um coordenador, que farão atendimento aos administradores municipais presencialmente, por telefone e internet. “A intenção é que os prefeitos, vereadores, secretários e demais responsáveis pela administração das cidades saiam daqui com as informações que vieram buscar”, afirmou.

Em seguida, o presidente da Federação das Associações do Município do Rio Grande do Sul (Famurs), Luiz Carlos Folador, saudou a iniciativa do TCE-RS ao aproximar a Corte dos prefeitos, principalmente aqueles cujos municípios ficam afastados da Capital. Já o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, destacou a importância da disponibilização de assessoria adequada para que os administradores obtenham respostas às suas indagações.

O presidente do TCE-RS agradeceu a presença dos prefeitos que prestigiaram o evento, reiterando a intenção do Tribunal de aproximar-se cada vez mais dos gestores municipais. “Informação, prevenção e orientação são as três máximas que norteiam o objetivo do Gabinete das Cidades”, afirmou o conselheiro Marco Peixoto.

Também estiveram presentes na inauguração o secretário-geral do Estado do RS, Carlos Búrigo, o diretor executivo da Associação Gaúcha Municipalista (AGM), José Scorsatto, o presidente da União dos Vereadores do RS (Uvergs), vereador Silomar Garcia Silveira, além dos conselheiros do TCE-RS Estilac Xavier e Pedro Figueiredo, e dos conselheiros substitutos Renato Azeredo, Daniela Zago, Ana Cristina Warpechowski e Letícia Ramos, do conselheiro aposentado Victor Faccioni, do chefe de gabinete do Ministério Público de Contas, Roberto Ponsi, do diretor-geral do TCE-RS, Luiz Alberto Isquierdo Reschke, da diretora administrativa, Ana Lucia Pereira, do diretor da Escola de Gestão e Controle Francisco Juruena (ESGC), Eduviges Rogério de Souza, do chefe de gabinete da Presidência, Carlos Alberto Machado, do presidente da Associação dos Servidores do Tribunal de Contas (ASTC), Lino Abel Nunes, e do presidente do Centro dos Auditores Públicos Externos (CEAPE), Josué Martins.

O funcionamento do Gabinete das Cidades será das 10h às 18h, e o espaço fica localizado no andar térreo do prédio-sede do TCE-RS, na rua Sete de Setembro, 388, no Centro de Porto Alegre.

Última atualização ( Qua, 16 de Março de 2016 14:31 )
 

Aprovada moção de repúdio à AES Sul

Canoas - Os vereadores aprovaram na sessão desta quinta-feira, 10 de março, uma moção de repúdio à AES Sul pela má qualidade dos serviços prestados pela empresa no município de Canoas. Apresentado pelo vereador José Carlos Patricio (PSD), o documento destaca que a concessionária tem sido alvo de reclamações da população, principalmente no que diz respeito à interrupção no fornecimento de energia elétrica e a demora para o seu restabelecimento.

“São muitas horas, e por vezes dias, em que a população fica sem esse serviço essencial, sobretudo nos casos de pessoas doentes. Cabe ressaltar que a interrupção de energia e a demora no restabelecimento têm prejudicado inclusive a distribuição de água no município, por impedir o acionamento das casas de bombas e redes de distribuição”, afirma Patricio. No texto, ele lembra que os vereadores têm apresentado de forma recorrente pedidos de troca de postes de madeiras pelos de concreto, não obtendo sequer retorno da concessionária em muitos casos.

Com a aprovação da moção, que será encaminhada à AES Sul e a autoridades competentes, o objetivo é fazer com que a empresa reveja suas condutas em relação à comunidade canoense. Os vereadores  apresentam as seguintes demandas: agilização no restabelecimento de energia elétrica quando da interrupção; apresentação de cronograma de substituições de postes de madeira pelos de concreto em todo o município, elencando as prioridades; atendimento das Indicações de reparos solicitadas pela comunidade e encaminhadas pelos vereadores à concessionária; qualificação dos funcionários para que prestem informações aos munícipes com clareza e respeito, entendendo que prestam um serviço público.

Sessão ordinária de 10/03 – requerimentos aprovados

REQUERIMENTOS

Moção de repúdio à AES Sul pela má qualidade dos serviços prestados no município de Canoas. De autoria do vereador José Carlos Patricio (PSD).

INDICAÇÕES

Indicação nº 34/2016, de autoria do vereador Francisco da Mensagem (PSB). Solicita à Corsan a limpeza no esgoto cloacal que está transbordando na Av. 17 de Abril, setor 06, quadra J, em frente ao número 2100, no bairro Guajuviras.

Indicação nº 35/2016, de autoria do vereador Francisco da Mensagem (PSB). Solicita à AES Sul a troca de poste situado na Rua VV - Vila Contel, em frente ao número 41, no bairro Guajuviras.

Indicação nº 36/2016, de autoria do vereador Francisco da Mensagem (PSB). Solicita à AES Sul a troca de poste situado na rua VV - Vila Contel, em frente ao número 61, no bairro Guajuviras.

Indicação nº 37/2016, de autoria do vereador José Carlos Patricio (PSD). Solicita à AES Sul a substituição do poste localizado em via pública, na Rua da Prainha, próximo ao número 338, no bairro Mato Grande.

PRONUNCIAMENTOS

HOSPITAL – O vereador Juares Hoy (PDT) comentou a nota de um grupo de médicos do corpo clínico do Hospital Nossa Senhora das Graças a respeito da falta de insumos e atraso no repasse salarial.  O vereador Dr. Pompeu (PTB) afirmou que vem acompanhando a situação do hospital e pediu explicações do Executivo sobre o assunto. O vereador Ivo Fiorotii (PT), líder do governo na Câmara, afirmou que a administração municipal está acompanhando a gestão de recursos. Salientou que a dívida do hospital se estagnou e está diminuindo. O parlamentar disse ter ficado surpreso com a nota dos médicos do hospital, observando que a nota não é assinada por nenhum nome, instituição ou associação. Afirmou que alguns médicos entraram em contato com a Secretaria da Saúde se posicionando de forma contrária à nota publicada.

CENÁRIO POLÍTICO – Juares Hoy lamentou a situação política nacional e disse acreditar que a punição aos responsáveis pela situação acontecerá em breve.  O vereador Emilio Neto (PT) comentou as ações do Ministério Público contra Lula. O parlamentar afirmou que houve excesso por parte da Polícia Federal na condução do ex-presidente e salientou que atualmente há uma demonização da política.

AES SUL – O vereador José Carlos Patricio falou sobre a moção de repúdio, apresentada por ele, aos serviços da concessionária. O parlamentar defendeu que é o momento do Poder Legislativo se posicionar a respeito do problema. Citou o projeto de lei de sua autoria que busca a substituição dos postes de madeira da cidade por postes de concreto, proibindo a colocação de escoras em postes que estejam prestes a cair.

EMPREENDEDORISMO – Patricio também abordou o projeto de lei de sua autoria, aprovado durante a sessão, que inclui o ensino do empreendedorismo no currículo das escolas municipais. O vereador destacou a importância do tema e citou as experiências de Canoas com o Escritório do Empreendedor, criado em 2010, e do 1º Seminário de Empreendedorismo realizado na cidade.


 

 

Projeto do Executivo corrige piso salarial de 32 professores

Canoas - Projeto de lei de autoria do Executivo (PL 09/2016), aprovado na sessão desta terça-feira, 1º de fevereiro, altera a Tabela B, do Anexo VI, da Lei nº 5.580, de 11 de fevereiro de 2011, que dispõe sobre o Plano de Cargos, de Carreira e de Remuneração do Profissional do Magistério do Município de Canoas e dá outras providências. A proposta visa ajustar dispositivos da lei para adequá-la às diretrizes da Lei Federal nº 11.738, de 16 de julho de 2008, no que se refere ao piso nacional dos professores.

Na justificativa, o Executivo lembra que o Ministério da Educação (MEC) divulgou o valor do piso nacional (R$ 2.135,64) para o ano de 2016, com aplicação a partir de 1º de janeiro, corrigindo-o em 11.36%. "O município tem cumprido integralmente o piso nacional para todos os professores e, muito embora o MEC aplique correções sempre acima da inflação, os valores remuneratórios básicos pagos por Canoas se mantêm acima do piso. Considerando o índice de revisão geral anual (10,67%) restará uma pequena defasagem na tabela de remuneração dos professores não graduados de R$ 12,99 para os que estão na 1ª Classe e de R$ 3,03 para os da 2ª Classe. Somente 32, dos mais de dois mil professores da rede municipal, estão nesta situação. Com a proposta, eles terão imediatamente corrigida toda e qualquer defasagem em relação ao piso nacional", diz a justificativa. O governo ressalta ainda que o município apresenta um conjunto de vantagens remuneratórias e plano de carreira, que oportunizam aos servidores do magistério valores de remuneração muito acima do piso nacional.

Comissões especiais irão analisar projeto de emenda à LOM e proposta de convênio para a construção de condomínio residencial destinado a policiais

Duas comissões especiais foram criadas na sessão desta terça-feira, 1º de fevereiro,  para acompanhar o projeto de emenda à Lei Orgânica do Município (LOM) nº 01/2016, de autoria do Executivo, e analisar requerimento apresentado pelo vereador Juares Hoy (PDT) solicitando o estudo e a viabilização de convênio para a doação de terrenos e a construção de condomínio residencial voltado a servidores da Segurança Pública.

Projeto de emenda à LOM nº 01/2016: Altera o art. 62 da Lei Orgânica do Município de Canoas, que passa a vigorar com a seguinte redação: "Art. 62. O Vice-Prefeito substituirá o Prefeito em seus impedimentos e ausências e suceder-lhe-á no caso de vaga. § 1º No caso de impedimento conjunto do Prefeito e do Vice-Prefeito, assumirá o cargo o Presidente da Câmara Municipal. § 2º No caso de impedimento do Presidente da Câmara Municipal, assumirá o Procurador-Geral do Município e no impedimento do Procurador-Geral do Município assumirá o Diretor do Foro."
Comissão composta pelos vereadores: César Augusto Ribas Moreira (PRB) – presidente, Ivo Fiorotti (PT) – relator, Juares Hoy (PDT), Patteta (PMDB), Julio Barbosa (PP), Dr. Pompeu (PTB), Aloisio Bamberg (PPL), José Carlos Patricio (PSD), Alexandre Gonçalves (PR), Francisco da Mensagem (PSB) e Marcos Ronchetti (PSDB).
Requerimento nº 26/2016: Solicita a criação de uma comissão especial para estudo e viabilização de convênio entre o município, Estado, ABAMF-Associação Beneficente Antonio Mendes Filho (Brigada Militar/RS) e Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do RS (SINPOL-RS), para doação de terrenos e futura construção de condomínio residencial a funcionários da Segurança Pública, preferencialmente lotados no município de Canoas.
Comissão composta pelos vereadores: Juares Hoy (PDT) – presidente, José Carlos Patricio (PSD) – relator, Emilio Neto (PT), César Augusto Ribas Moreira (PRB), Patteta (PMDB), Julio Barbosa (PP), Dr. Pompeu (PTB), Aloisio Bamberg (PPL), Alexandre Gonçalves (PR), Francisco da Mensagem (PSB) e Marcos Ronchetti (PSDB)

 

Relatório de Gestão Fiscal do terceiro quadrimestre de 2015 é apresentado em audiência pública

Canoas - A Comissão de Finanças e Orçamento realizou na tarde desta segunda-feira, 29 de fevereiro,  audiência pública para apresentação do Relatório de Gestão Fiscal do município referente ao terceiro quadrimestre de 2015. Os dados foram expostos pelo diretor financeiro da Secretaria Municipal da Fazenda, Tabajara Vieira.

Na audiência, presidida pelo vereador César Augusto Ribas Moreira (PRB), foi apresentado o relatório resumido da execução orçamentária de 2015. O exercício financeiro terminou com um superávit orçamentário de R$ 44,173 milhões. A receita corrente líquida ficou em R$ 1,119 bilhão, enquanto em 2014 havia sido R$ 1,050 bilhão, um aumento de 6,57%.

Nos gastos com Educação (29,73%) e Saúde (17,18%), os percentuais ficaram acima do mínimo estabelecido em lei (25% para a Educação e 15% para a Saúde). Os gastos com pessoal totalizaram 34,95% da receita corrente líquida (a lei estipula o limite de 54%). "Ficamos quase 20% abaixo do limite máximo estabelecido", salientou o diretor financeiro. Já a dívida consolidada líquida ficou em R$ 258, 668 milhões (23,1%), enquanto o limite definido por Resolução do Senado Federal é de 120%.

 

Ações de combate ao Aedes aegypti são relatadas pelo secretário municipal de Saúde

Canoas - As medidas adotadas no combate ao mosquito Aedes aegypti em Canoas foram tema de Grande Expediente realizado na sessão ordinária da quinta-feira, 18 de fevereiro. Proposto pelo presidente da Câmara, vereador Paulo Ritter (PT), o espaço recebeu o secretário municipal de Saúde, Marcelo Bósio, e a diretora de Vigilância em Saúde, Sussi Cardoso.

O secretário explicou as ações de enfrentamento à proliferação do mosquito, responsável pela transmissão da dengue, zika vírus e da febre chikungunya. Segundo ele, mesmo Canoas estando numa situação confortável em relação aos dados epidemiológicos – nos cinco casos confirmados de dengue a doença foi contraída fora do município, o cenário atual preocupa. Por isso, a mobilização segue intensa.
O município tem centrado esforço para o uso mínimo de larvicidas e inseticidas, de acordo com Bósio. Somente nos casos em que há identificação de possíveis casos é realizado o bloqueio para eliminar os mosquitos. "Precisamos de uma atitude forte de participação da população no combate ao mosquito. Essa é uma questão de cidadania, de responsabilidade de todos", afirmou. Um dos pontos preocupantes, segundo ele, diz respeito ao acondicionamento inadequado do lixo.
Dia Nacional de Mobilização
As ações realizadas no dia 13 de fevereiro, Dia Nacional de Mobilização Contra o Aedes aegypti também foram relatadas. A campanha teve a intenção de eliminar os focos do mosquito e conscientizar a população. "Foi uma mobilização expressiva e com boa receptividade da população", destacou. Foram 31.106 domicílios visitados no dia e, durante a semana, houve o recolhimento de quase 7,5 mil toneladas de entulhos, o equivalente a 1.060 cargas de caminhões-caçamba.
O Comitê Municipal de Combate à Dengue já teve seu primeiro encontro. As reuniões serão quinzenais. A Comissão de Saúde da Câmara deverá indicar um representante do Legislativo para acompanhar os trabalhos.

Sessão ordinária de 18/02 – requerimentos aprovados

Requerimento nº 15/2016, de autoria do vereador Airton Souza (PP). Votos de pesar pelo falecimento da Sra. Ledi Souza da Silva, ocorrido no dia 10 de fevereiro de 2016.

Requerimento nº 17/2016, de autoria do vereador Sidiclei Mancy (PDT). Solicita espaço no Grande Expediente, em data a ser aprazada, para homenagear integrantes do movimento civil que fazem a diferença nas políticas públicas de igualdade racial.

Requerimento nº 18/2016, de autoria do vereador Sidiclei Mancy (PDT). Solicita espaço no Grande Expediente, em data a ser aprazada, para prestar homenagem à Corte do Carnaval na Paz de Canoas 2016.

Requerimento nº 19/2016, de autoria do vereador Aloisio Bamberg (PPL). Solicita espaço no Grande Expediente, em data a ser aprazada, para que o SENERGISUL - Sindicato dos Eletricitários do Rio Grande do Sul, explane sobre a privatização da CEEE.

VETOS ACEITOS

Veto nº 06/2016. Autoria: Gabinete Prefeito Municipal. Veto Total ao Projeto de Lei Legislativo nº 27, de 2015, que “Dispõe sobre a obrigatoriedade de colocação de placas advertindo sobre a proibição de estacionar em vagas destinadas a pessoas com deficiência em áreas de estacionamento aberto ao público, de uso público ou privado de uso coletivo no município de Canoas e dá outras providências”. Com os votos contrários dos vereadores Betinho do Cartório (PTB), autor do projeto, Dr. Pompeu (PTB), Ivo Lech (PMDB) e Cezar Mossini (PMDB).

Veto nº 07/2016. Autoria: Gabinete Prefeito Municipal. Veto total ao Projeto de Lei Legislativo nº 38, de 2015, que “Dispõe sobre a obrigatoriedade do uso de Identidade de Condutor do Transporte Público de Passageiros (vulgo Carteirão), no interior dos táxis aos permissionários e condutores auxiliares, no âmbito do município de Canoas, para facilitar aos usuários a identificação do condutor”. Com os votos contrários dos vereadores Betinho do Cartório (PTB), autor do projeto, Juares Hoy (PDT), Cezar Mossini (PMDB), Ivo Lech (PMDB) e Dr. Pompeu (PTB).

Veto nº 08/2016. Autoria: Gabinete Prefeito Municipal. Veto total ao Projeto de Lei Legislativo nº 64, de 2015, que “Dispõe sobre a obrigatoriedade dos hipermercados, supermercados e similares a disponibilizarem o serviço de empacotador aos seus clientes e dá outras providências”. Com os votos contrários dos vereadores Ivo Lech (PMDB), autor do projeto, Cezar Mossini (PMDB), Juares Hoy (PDT) e Dr. Pompeu (PTB).

Veto nº 09/2016. Autoria: Gabinete Prefeito Municipal. Veto total ao Projeto de Lei Legislativo nº 67, de 2015, que “Dispõe sobre a proibição do uso de linha chilena de óxido de alumínio e silício, o cerol (mistura de cola e vidro moído), ou de qualquer outro tipo de material cortante nas linhas de pipas, papagaios e de semelhantes artefatos lúdicos, para recreação ou com finalidade publicitária, em áreas públicas e comuns do município de Canoas”. Com os votos contrários dos vereadores Dr. Pompeu (PTB), autor do projeto, Juares Hoy (PDT), Betinho do Cartório (PTB) e Ivo Lech (PMDB).

Veto nº 10/2016. Autoria: Gabinete Prefeito Municipal. Veto parcial ao Projeto de Lei Legislativo nº 52, de 2015, que “Institui no Calendário Oficial do Município o Dia Municipal dos Avós”.

Veto nº 11/2016. Autoria: Gabinete Prefeito Municipal. Veto parcial ao Projeto de Lei Legislativo nº 73, de 2015, que “Dispõe sobre a instituição da Semana da Pessoa Idosa na cidade de Canoas”.

Veto nº 12/2016. Autoria: Gabinete Prefeito Municipal. Veto total ao Projeto de Lei Legislativo nº 66, de 2015, que “Dispõe sobre o incentivo e fomento, no município de Canoas, à comercialização de alimentos em trailers, vans, caminhões e veículos similares, conhecidos como Food Trucks, e dá outras providências”.

Veto nº 13/2016. Autoria: Gabinete Prefeito Municipal. Veto parcial ao Projeto de Lei Legislativo nº 61, de 2015, que “Institui a Semana Municipal de Prevenção e Diagnóstico do Câncer Infantil, a ser realizada entre os dias 23 e 30 de novembro”.

INDICAÇÕES

Indicação nº 15/2016, de autoria do vereador Aloisio Bamberg (PPL). Solicita a substituição de postes nos seguintes locais: Rua JJ em frente aos números 65, 93 e 113; Rua LL em frente nº235; Rua AA esquina com EE - COMTEL - bairro Guajuviras.

Indicação nº 16/2016, de autoria do vereador Sidiclei Mancy (PDT). Solicito à SOGAL, Sociedade de Ônibus Gaúcha Ltda, que os ônibus seletivos da linha 5318 - Harmonia x F. Cultural volte a fazer o seu itinerário dentro do bairro Residencial Porto Belo.

Indicação nº 17/2016, de autoria do vereador José Carlos Patricio (PSD).  Solicita à AES Sul a substituição do poste de madeira localizado em via pública, na Rua Fagundes Varela, próximo ao número 106, no bairro Harmonia

Indicação nº 18/2016, de autoria do vereador José Carlos Patricio (PSD). Solicita à AES Sul a substituição do poste de madeira localizado em via pública, na Rua Fagundes Varela, próximo ao número 185, no bairro Harmonia.

Indicação nº 19/2016, de autoria do vereador Julio Barbosa (PP). Solicita à Corsan o conserto de uma erosão na calçada do condomínio Igara III, da Rua Camboatás (antiga Rua Dois), nº 275 Bairro Igara III.

 
Página 10 de 67

Publicidade

Publicidade

Blogs

Enquete

Você é favor da convocação de Eleições Gerais no Brasil
 

Twitter CN

    Newsletter

    Expediente

    EXPEDIENTE
    Rua Santos Ferreira, 50
    Canoas - RS
    CEP 92020-000
    Fone: (51) 3032-3190
    e-mail: redacao@jornal
    correiodenoticias.com.br

    Banner
    Banner
    Banner

    TurcoDesign - Agencia de Publicidade Digital