Jornal Correio de Notícias

Página Inicial | Geral

Geral

Escola do Chimarrão ensina 36 formas de preparo do mate durante a Semana Farroupilha no Canoas Shopping

Para comemorar a Semana Farroupilha, o Canoas Shopping traz, de 18 a 22 de setembro, a Escola do Chimarrão, atração gratuita com exposição temática, palestras e oficinas sobre a mais tradicional bebida gaúcha.

Além de uma exposição que apresenta 36 formas de preparo do mate, desde os tradicionais até os modelos mais artísticos, o evento conta com uma Oficina de Chimarrão, que ensina a forma correta de preparar cada tipo de erva e palestras com apresentação de aspectos históricos, culturais e sociais, propriedades nutritivas, dicas sobre o manejo, ligação com a cultura Gaúcha e sua presença na América do Sul e no cenário internacional.

Os participantes não precisam se preocupar em levar erva-mate, cuia ou garrafa térmica, já que tudo que é necessário para um bom chimarrão estará disponível para ser utilizado durante a oficina. Na conclusão, é fornecido um certificado de Especialista em Chimarrão.

O local estará caracterizado como um galpão campeiro, com mobiliário rústico, bancos de madeira, roda de carreta, pelegos e balcões de costaneira, além de chaleira e cuia de chimarrão em versões aumentadas.

A Escola do Chimarrão acontece na Praça Alziro Andrade, no primeiro piso do Canoas Shopping, de 18 a 22 de setembro, de segunda a sexta-feira, das 11h às 20h e, no feriado de 20 de setembro, das 11h30 às 20h.

As atividades são gratuitas e têm  coordenação do Instituto Escola do Chimarrão de Venâncio Aires, ONG que cultua as tradições gaúchas através de atividades culturais, educacionais e artísticas.

Serviço:

Exposição e Escola de Chimarrão

Período:  de 18 a 22 de setembro

Horário: de segunda a sexta, das 11h às 20h e no feriado de 20 de setembro, das 11h30 às 20h.

Local: Praça Alziro Andrade no primeiro piso do Canoas Shopping

Entrada franca

 

RGE Sul reúne 200 educadores em seminário sobre sustentabilidade em Canoas

Educação para a formação de sociedades sustentáveis foi o tema do Seminário Regional do projeto Educar para Transformar, realizado pela RGE Sul nesta terça-feira, 15 de agosto, no Centro de Pastoral La Salle, em Canoas, com o objetivo de inserir a temática da sustentabilidade no ambiente escolar. Cerca de 200 professores, representantes de 18 municípios da região Metropolitana estiveram reunidos em um dia de integração e troca de experiências sobre práticas de educação ambiental.
Na abertura do encontro, o Gerente de Serviços Comerciais da RGE Sul, João Pedro de Quadros, destacou o investimento da empresa no projeto social que visa à formação de sociedades mais conscientes e comprometidas com o planeta, e lembrou da importância da parceria com os professores para a consolidação de um processo transformador. Já o secretário municipal de Educação de Canoas, José de Jesus Dávila, ressaltou que o projeto vem a somar às atividades desenvolvidas nas escolas do município, sendo uma importante contribuição às instituições de ensino.
O Seminário promoveu palestras, oficinas multidisciplinares e a apresentação do espetáculo teatral “Inventário de Seres e Coisas”. Na rodada de palestras, o antropólogo e psicólogo Roberto Crema, convidou os participantes a saírem da patologia da normalidade rumo ao florescimento do potencial humano. Segundo ele, o mundo precisa de novos líderes, mas que, primeiramente, aprendam a liderar o seu próprio interior.  Já o Doutor em Ecologia, Genebaldo Freire Dias, instigou os educadores a repensarem os cuidados com o meio ambiente, por meio de um curioso diálogo com uma planta, provocando a percepção por um outro ponto de vista, e mostrando a importância de estarmos conectados à natureza. O Doutor em Economia e Ciências Sociais, Luís Felipe Nascimento, ressaltou pontos que podem ser desenvolvidos nas escolas em busca de ações mais sustentáveis, salientando o incentivo à redução do consumo e à economia colaborativa.
Na ocasião, os professores de Canoas, Bom Princípio, Brochier, Capela de Santana, Esteio, General Câmara, Harmonia, Maratá, Montenegro, Nova Santa Rita, Portão, Salvador do Sul, São Leopoldo, São Vendelino, Sapucaia do Sul, Taquari, Triunfo e Tupandi receberam o material pedagógico do projeto – Revista do Professor, Revistas dos Alunos e CD – para fomentar a continuidade da proposta educativa nos educandários. “A iniciativa oportunizou experiências que poderão facilmente ser aplicadas com os meus alunos”, conta a professora Alessandra Bartz, de Montenegro, que já havia participado do primeiro ciclo do projeto, em 2012.
Ações para a rede escolar da região
Além do Seminário Regional, o projeto percorre os municípios com atividades destinadas aos estudantes dos anos iniciais do ensino fundamental da rede pública de ensino. Apresentadas de forma lúdica, integram as ações um grande círculo para a encenação do espetáculo teatral, além de brincadeiras e dinâmicas sobre o uso seguro e eficiente de energia elétrica, destino correto do lixo, consumo consciente de água e mobilidade.
Na quarta-feira, 16 de agosto, as atividades serão realizadas para os estudantes de São Leopoldo, na Escola Estadual de Ensino Médio Caic Madezatti, em dois turnos, com início às 9h e às 13h30min. Ainda na semana, São Sebastião do Caí receberá o projeto na quinta e na sexta-feira (17 e 18). Em Canoas, o projeto retornará em setembro. Nos dias 11 e 12, as atividades ocorrerão na Escola Municipal de Ensino Fundamental Erna Würth para alunos da rede municipal, e no dia 13, no Colégio Estadual Marechal Rondon, para alunos da rede estadual.
O Seminário do projeto Educar para Transformar em Canoas foi uma realização da RGE Sul em parceria com a Prefeitura Municipal de Canoas – por meio da Secretaria Municipal de Educação – 2ª e 27ª Coordenadorias Regionais de Educação e Centro de Pastoral La Salle. Pertencente ao Programa de Eficiência Energética da RGE Sul, a iniciativa percorreu 79 cidades nos seus dois primeiros ciclos (2012 e 2014/2015), com a participação de mais de 204 mil pessoas.
Sobre a CPFL Energia
Há 103 anos no setor elétrico, a CPFL Energia atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização, serviços e telecomunicações. É líder no mercado de distribuição, com 14,3% de participação, totalizando mais de 9,1 milhões de clientes em 679 cidades em São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, o grupo é um dos líderes no mercado livre, com uma participação de mercado de 14,1% na venda para consumidores finais entre as comercializadoras. Também é um dos líderes na comercialização de energia incentivada para clientes livres.
Na geração, é o segundo maior agente privado do país, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis. A CPFL Geração conta com 2.248 MW de potência instalada, considerando sua participação equivalente em cada um dos ativos de geração. Em 2011 criou a CPFL Renováveis, com ativos como PCHs, parques eólicos, termelétricas a biomassa e a usina solar Tanquinho, pioneira no Estado de São Paulo, e uma das maiores do Brasil. Adicionando a participação equivalente na CPFL Renováveis, a capacidade instalada total do Grupo CPFL atingiu 3.144 MW no final do segundo trimestre de 2016. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros.
A CPFL Energia tem ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e ADR Nível III na NYSE, além participar do Índice Dow Jones Sustainability Index Emerging Markets e do Morgan Stanley Capital International Global Sustainability Index (MSCI). Pelo 11º ano consecutivo, as ações da companhia integram a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa.

Educação para a formação de sociedades sustentáveis foi o tema do Seminário Regional do projeto Educar para Transformar, realizado pela RGE Sul nesta terça-feira, 15 de agosto, no Centro de Pastoral La Salle, em Canoas, com o objetivo de inserir a temática da sustentabilidade no ambiente escolar. Cerca de 200 professores, representantes de 18 municípios da região Metropolitana estiveram reunidos em um dia de integração e troca de experiências sobre práticas de educação ambiental.

Na abertura do encontro, o Gerente de Serviços Comerciais da RGE Sul, João Pedro de Quadros, destacou o investimento da empresa no projeto social que visa à formação de sociedades mais conscientes e comprometidas com o planeta, e lembrou da importância da parceria com os professores para a consolidação de um processo transformador. Já o secretário municipal de Educação de Canoas, José de Jesus Dávila, ressaltou que o projeto vem a somar às atividades desenvolvidas nas escolas do município, sendo uma importante contribuição às instituições de ensino.

O Seminário promoveu palestras, oficinas multidisciplinares e a apresentação do espetáculo teatral “Inventário de Seres e Coisas”. Na rodada de palestras, o antropólogo e psicólogo Roberto Crema, convidou os participantes a saírem da patologia da normalidade rumo ao florescimento do potencial humano. Segundo ele, o mundo precisa de novos líderes, mas que, primeiramente, aprendam a liderar o seu próprio interior.  Já o Doutor em Ecologia, Genebaldo Freire Dias, instigou os educadores a repensarem os cuidados com o meio ambiente, por meio de um curioso diálogo com uma planta, provocando a percepção por um outro ponto de vista, e mostrando a importância de estarmos conectados à natureza. O Doutor em Economia e Ciências Sociais, Luís Felipe Nascimento, ressaltou pontos que podem ser desenvolvidos nas escolas em busca de ações mais sustentáveis, salientando o incentivo à redução do consumo e à economia colaborativa.

Na ocasião, os professores de Canoas, Bom Princípio, Brochier, Capela de Santana, Esteio, General Câmara, Harmonia, Maratá, Montenegro, Nova Santa Rita, Portão, Salvador do Sul, São Leopoldo, São Vendelino, Sapucaia do Sul, Taquari, Triunfo e Tupandi receberam o material pedagógico do projeto – Revista do Professor, Revistas dos Alunos e CD – para fomentar a continuidade da proposta educativa nos educandários. “A iniciativa oportunizou experiências que poderão facilmente ser aplicadas com os meus alunos”, conta a professora Alessandra Bartz, de Montenegro, que já havia participado do primeiro ciclo do projeto, em 2012.

Ações para a rede escolar da região

Além do Seminário Regional, o projeto percorre os municípios com atividades destinadas aos estudantes dos anos iniciais do ensino fundamental da rede pública de ensino. Apresentadas de forma lúdica, integram as ações um grande círculo para a encenação do espetáculo teatral, além de brincadeiras e dinâmicas sobre o uso seguro e eficiente de energia elétrica, destino correto do lixo, consumo consciente de água e mobilidade.

Na quarta-feira, 16 de agosto, as atividades serão realizadas para os estudantes de São Leopoldo, na Escola Estadual de Ensino Médio Caic Madezatti, em dois turnos, com início às 9h e às 13h30min. Ainda na semana, São Sebastião do Caí receberá o projeto na quinta e na sexta-feira (17 e 18). Em Canoas, o projeto retornará em setembro. Nos dias 11 e 12, as atividades ocorrerão na Escola Municipal de Ensino Fundamental Erna Würth para alunos da rede municipal, e no dia 13, no Colégio Estadual Marechal Rondon, para alunos da rede estadual.

O Seminário do projeto Educar para Transformar em Canoas foi uma realização da RGE Sul em parceria com a Prefeitura Municipal de Canoas – por meio da Secretaria Municipal de Educação – 2ª e 27ª Coordenadorias Regionais de Educação e Centro de Pastoral La Salle. Pertencente ao Programa de Eficiência Energética da RGE Sul, a iniciativa percorreu 79 cidades nos seus dois primeiros ciclos (2012 e 2014/2015), com a participação de mais de 204 mil pessoas.

Sobre a CPFL Energia

Há 103 anos no setor elétrico, a CPFL Energia atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização, serviços e telecomunicações. É líder no mercado de distribuição, com 14,3% de participação, totalizando mais de 9,1 milhões de clientes em 679 cidades em São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, o grupo é um dos líderes no mercado livre, com uma participação de mercado de 14,1% na venda para consumidores finais entre as comercializadoras. Também é um dos líderes na comercialização de energia incentivada para clientes livres.

Na geração, é o segundo maior agente privado do país, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis. A CPFL Geração conta com 2.248 MW de potência instalada, considerando sua participação equivalente em cada um dos ativos de geração. Em 2011 criou a CPFL Renováveis, com ativos como PCHs, parques eólicos, termelétricas a biomassa e a usina solar Tanquinho, pioneira no Estado de São Paulo, e uma das maiores do Brasil. Adicionando a participação equivalente na CPFL Renováveis, a capacidade instalada total do Grupo CPFL atingiu 3.144 MW no final do segundo trimestre de 2016. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros.

A CPFL Energia tem ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e ADR Nível III na NYSE, além participar do Índice Dow Jones Sustainability Index Emerging Markets e do Morgan Stanley Capital International Global Sustainability Index (MSCI). Pelo 11º ano consecutivo, as ações da companhia integram a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa.

 

Sustentabilidade será tema de seminário da RGE Sul em Canoas

Com o objetivo de levar a temática da sustentabilidade para dentro das escolas públicas dos municípios da sua área de concessão, a RGE Sul, por meio do projeto Educar para Transformar, realiza na próxima terça-feira (15), em Canoas, Seminário Regional destinado a professores de 18 municípios da região Metropolitana. As atividades acontecem no Centro de Pastoral La Salle – Rua Lajeado, 1.300 – a partir das 8h.

O projeto itinerante visa à formação de sociedades mais conscientes e comprometidas com o planeta. Para isso, aposta na educação, com a abordagem multidisciplinar dos temas energia, água, resíduos e mobilidade, e suas aplicações no dia a dia. Em seu terceiro ciclo, o Educar para Transformar percorrerá os 118 municípios da área de abrangência da RGE Sul, promovendo, até setembro deste ano, 300 ações educativas gratuitas que se dividem em Seminários e Ações.

Os Seminários Regionais são capacitações específicas para os educadores e têm como tema “Educação para a formação de sociedades sustentáveis”. Contemplam em sua programação oficinas, workshops, apresentação do espetáculo teatral “Inventário de seres e coisas” e uma rodada de palestras cujos ministrantes têm em seu repertório a experimentação nas áreas de educação e meio ambiente. São eles o Doutor em Ecologia, Genebaldo Freire Dias, o antropólogo e psicólogo, Roberto Crema, e o Doutor em Economia e Ciências Sociais, Luís Felipe Nascimento.

Na ocasião, os educadores de Canoas, Bom Princípio, Brochier, Capela de Santana, Esteio, General Câmara, Harmonia, Maratá, Montenegro, Nova Santa Rita, Portão, Salvador do Sul, São Leopoldo, São Vendelino, Sapucaia do Sul, Taquari, Triunfo e Tupandi receberão os materiais pedagógicos do projeto – Revista do Professor, Revistas dos Alunos e CD – para fomentar a continuidade da proposta educativa nas instituições de ensino.

Além do Seminário Regional, o projeto percorre os municípios com atividades destinadas aos estudantes dos anos iniciais do ensino fundamental da rede pública de ensino. Apresentadas de forma lúdica, integram as Ações um grande círculo para a encenação do espetáculo teatral, além de brincadeiras e dinâmicas sobre o uso seguro e eficiente de energia elétrica, destino correto do lixo, consumo consciente da água e mobilidade.

Ações para a rede escolar da região

As atividades para os estudantes da região Metropolitana iniciam em São Leopoldo. Na segunda-feira (14), os alunos da rede municipal assistirão às apresentações na Escola Municipal de Ensino Fundamental Padre Orestes João Straglioto, enquanto na quarta-feira (16) os alunos da rede estadual participarão das ações na Escola Estadual de Ensino Médio Caic Madezatti, em dois turnos, com início às 9h e às 13h30min. Ainda na semana, São Sebastião do Caí receberá as atividades na quinta e na sexta-feira (17 e 18). Em Canoas, o projeto retornará em setembro. Nos dias 11 e 12, as atividades ocorrerão na Escola Municipal de Ensino Fundamental Erna Würth para alunos da rede municipal, e no dia 13, no Colégio Estadual Marechal Rondon, para alunos da rede estadual.

O Seminário e as Ações do projeto Educar para Transformar em Canoas são uma realização da RGE Sul em parceria com a Prefeitura Municipal de Canoas – por meio da Secretaria Municipal de Educação –, 27ª Coordenadoria Regional de Educação e Centro de Pastoral La Salle. Pertencente ao Programa de Eficiência Energética da RGE Sul, a iniciativa percorreu 79 cidades nos seus dois primeiros ciclos (2012 e 2014/2015), com a participação de mais de 204 mil pessoas.

Serviço:

O quê: Seminário Regional Educar para Transformar

Quando: terça-feira, 15 de agosto

Horário: a partir das 8h

Onde: Centro de Pastoral La Salle – Rua Lajeado, 1.300

Programação:

08:00 Credenciamento

08:30 Solenidade de abertura / Apresentação do projeto e proposta pedagógica

09:10 Rodada de palestras

11:30 Apresentação do espetáculo teatral “Inventário de seres e coisas”

13:30 Oficinas Multidisciplinares:

- A imaginação como recurso educacional para a ressignificação do consumo

- Educação para transição em cidades resilientes

- Percebendo os fluxos energéticos na natureza

- Poética de encontros e revelações

- A escolha de percursos em caminhos existentes

- A música na sala de aula: uma abordagem sobre o essencial

- Relações de sustentabilidade

17:00 Encerramento

Última atualização ( Sex, 11 de Agosto de 2017 11:27 )
 

FAB OFERECE CURSO PROFISSIONALIZANTE GRATUITO EM CANOAS

Em Canoas, região metropolitana da capital gaúcha, o Hospital de Aeronáutica de Canoas, HACO, está oferecendo um curso profissionalizante gratuito, oportunizando a jovens uma nova opção de trabalho.

O curso é o de Auxiliar em Saúde Bucal (ASB), no qual o jovem se capacita para poder auxiliar nas diversas atividades de um consultório odontológico. Com aulas teóricas e estágio prático, o curso está previsto para 06 de novembro de 2017 e terá duração de seis meses.

São apenas 12 vagas, mas a previsão é que nos próximos anos mais turmas sejam formadas. Para se candidatar, é necessário ser brasileiro, civil, ter 18 anos ou mais, ter concluído o ensino médio e apresentar a documentação solicitada.

As inscrições serão presenciais, de 01 de agosto a 01 de setembro de 2017, no Hospital de Aeronáutica Canoas, na Avenida Guilherme Schell, nº 3950, próximo à estação Fátima do Trensurb, dentro do antigo Quinto Comando Aéreo Regional. As informações completas estão no edital, disponível no site www.fab.mil.br/haco.

SERVIÇO:

O que: Curso profissionalizante de Auxiliar em Saúde Bucal.

Valor: Curso e inscrições gratuitas.

Inscrições: Presenciais de 01 de agosto a 01 de setembro de 2017.

Curso: Início em 06 de novembro de 2017 com duração de seis meses.

Local: Hospital de Aeronáutica de Canoas. Avenida Guilherme Schell, nº 3950, próximo à estação Fátima do Trensurb.

Pré-requisitos: Homens e mulheres, civis, ter mais de 18 anos, ter concluído o ensino médio e apresentar a documentação solicitada.

Edital: Disponível em www.fab.mil.br/haco

 

Coletivo Jovem abre inscrições para capacitação de jovens em Canoas

 

Coletivo Jovem abre inscrições para capacitação de jovens em Canoas
Capacitar jovens de 16 a 25 anos que estão cursando ou já concluíram o Ensino Médio e conectá-los a novas oportunidades de desenvolvimento profissional. Estes são os principais objetivos do Coletivo Jovem, que oferta vagas para desenvolvimento profissional e capacitação. Durante o programa, os jovens são estimulados a realizar projetos práticos nas comunidades onde vivem sobre temas como marketing, vendas, comunicação, tecnologia, eventos, entre outros. O projeto conta com uma unidade em Canoas, instalada na Escola Martinho Lutero (Rua Coronel Vicente, 1340 – Harmonia). As inscrições para o terceiro ciclo de atividades estão abertas. As aulas iniciam na próxima semana, dia 24 de julho, mas os alunos ainda podem se inscrever até o dia 28 de julho.
Presente em mais de 100 comunidades brasileiras, essa iniciativa nasceu em 2009 e é realizada pelo Instituto Coca-Cola Brasil, em parceria com a Coca-Cola Femsa. No Coletivo Jovem, o aluno é convidado a pensar no seu plano de vida e desenvolver projetos práticos nas comunidades onde vive. A metodologia desenvolvida possui 80% do conteúdo voltado para o desenvolvimento socioemocional dos jovens, garantindo que escolhas profissionais sejam tomadas de maneira planejada e estejam conectadas com um plano de vida maior. Em sala de aula, o método de ensino abrange não só conteúdos sobre temas e orientações comportamentais, mas também aplicações lúdicas e exercícios práticos, nos quais os alunos conseguem executar a teoria aprendida.
Para quem quiser participar, as inscrições devem ser realizadas até o dia 28 de julho e é necessário que os jovens estejam com os seguintes documentos em mãos: duas fotos 3x4, xerox do RG e CPF, comprovante de escolaridade e residência. Se for menor de idade, deve ir acompanhado de um responsável.
Com aulas duas vezes por semana, cada uma com duração de duas horas, a capacitação tem início no dia 24 de julho e seguem até o dia 19 de setembro. Ao final desse período, os jovens poderão ser encaminhados para participação em processos seletivos de grandes empresas parceiras do projeto, além das fábricas do Sistema Coca-Cola Brasil.
Mais informações pelo site www.cocacolabrasil.com.br/institutococacolabrasil ou no telefone 0800-021-2121.
COLETIVO JOVEM – Cursos gratuitos de capacitação para o mercado de trabalho
Início das aulas: 24/07/17
Inscrições: pode ser feitas até o dia 28/07/17
Contato: www.coletivococacola.com.br ou diretamente na unidade:
Coletivo Canoas
Associação Comunitária Dr. Martinho Lutero
Rua Cel. Vicente, 1340 - Harmonia - Canoas
Telefones: 3472-7629 / 99595-9543 (educadora Ana Carolina)
Sobre a Coca-Cola Brasil
O Sistema Coca-Cola Brasil é o maior produtor de bebidas não alcoólicas do país e atua em sete segmentos – água, café, chás, refrigerantes, néctares, sucos e bebidas esportivas – com uma linha de mais de 140 produtos, entre sabores regulares e versões zero ou de baixa caloria. Composto por nove grupos parceiros de fabricantes, o Sistema emprega diretamente 69 mil funcionários, gerando cerca de 600 mil empregos indiretos. Entre 2012 e 2016, terão sido investidos R$ 14,1 bilhões, valor 50% superior ao dos cinco anos anteriores. O Sistema Coca-Cola Brasil está empenhado em incentivar iniciativas que melhorem o desenvolvimento econômico e social das comunidades em que opera. Para isso, conta com uma plataforma de valor compartilhado, o Coletivo Coca-Cola, que já impactou a vida de mais de 130 mil pessoas por meio de toda a cadeia de valor da empresa.
Sobre o Instituto Coca-Cola Brasil
O Instituto Coca-Cola Brasil, criado em 1999, tem como missão promover a transformação socioambiental do país, em larga escala, potencializada por seus parceiros e pelo Sistema Coca-Cola. Para cumprir com sua missão, desenvolve tecnologia social para programas que gerem empoderamento através de geração de renda e valorização da autoestima. Até hoje os programas do Instituto impactaram mais de 150 mil pessoas em mais de 400 comunidades do país.
Sobre a Coca-Cola FEMSA
Coca-Cola FEMSA, SAB de C.V produz e distribui Coca-Cola, Fanta, Sprite, Del Valle, Schweppes e outras bebidas do portfólio da The Coca-Cola Company em 10 países: México (uma parte substancial da região central, incluindo a Cidade do México, bem como sudeste e nordeste do país); Guatemala (Cidade da Guatemala e região metropolitana); Nicarágua (todo o país); Costa Rica (todo o país); Panamá (todo o país); Colômbia (maior parte do país); Venezuela (todo o país); Brasil (parte do país); Argentina (Buenos Aires e arredores) e Filipinas (todo o país).
A empresa, maior franquia do sistema Coca-Cola no mundo, também engarrafa e distribui água, sucos, chás, isotônicos, cervejas e outras bebidas em alguns desses territórios. Ao todo, possui 63 fábricas e 327 centros de distribuição, atendendo mais de 358 milhões de consumidores por meio de aproximadamente 2,8 milhões de pontos de vendas e conta com mais de 120 mil funcionários em todo o mundo.
No Brasil está presente como Coca-Cola FEMSA Brasil em 48% do território nacional, empregando cerca de 20 mil funcionários e atendendo mais de 88 milhões de consumidores, distribuídos nos estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e em parte do estado de Goiás. No país, conta com uma estrutura de 44 centros de distribuição, 24 Cross Dockings e 21 Cross Trucks, sendo a unidade de Jundiaí (SP) a maior no mundo em volume de vendas em produtos Coca-Cola.

 

Capacitar jovens de 16 a 25 anos que estão cursando ou já concluíram o Ensino Médio e conectá-los a novas oportunidades de desenvolvimento profissional. Estes são os principais objetivos do Coletivo Jovem, que oferta vagas para desenvolvimento profissional e capacitação. Durante o programa, os jovens são estimulados a realizar projetos práticos nas comunidades onde vivem sobre temas como marketing, vendas, comunicação, tecnologia, eventos, entre outros. O projeto conta com uma unidade em Canoas, instalada na Escola Martinho Lutero (Rua Coronel Vicente, 1340 – Harmonia). As inscrições para o terceiro ciclo de atividades estão abertas. As aulas iniciam na próxima semana, dia 24 de julho, mas os alunos ainda podem se inscrever até o dia 28 de julho.

Presente em mais de 100 comunidades brasileiras, essa iniciativa nasceu em 2009 e é realizada pelo Instituto Coca-Cola Brasil, em parceria com a Coca-Cola Femsa. No Coletivo Jovem, o aluno é convidado a pensar no seu plano de vida e desenvolver projetos práticos nas comunidades onde vive. A metodologia desenvolvida possui 80% do conteúdo voltado para o desenvolvimento socioemocional dos jovens, garantindo que escolhas profissionais sejam tomadas de maneira planejada e estejam conectadas com um plano de vida maior. Em sala de aula, o método de ensino abrange não só conteúdos sobre temas e orientações comportamentais, mas também aplicações lúdicas e exercícios práticos, nos quais os alunos conseguem executar a teoria aprendida.

Para quem quiser participar, as inscrições devem ser realizadas até o dia 28 de julho e é necessário que os jovens estejam com os seguintes documentos em mãos: duas fotos 3x4, xerox do RG e CPF, comprovante de escolaridade e residência. Se for menor de idade, deve ir acompanhado de um responsável.

Com aulas duas vezes por semana, cada uma com duração de duas horas, a capacitação tem início no dia 24 de julho e seguem até o dia 19 de setembro. Ao final desse período, os jovens poderão ser encaminhados para participação em processos seletivos de grandes empresas parceiras do projeto, além das fábricas do Sistema Coca-Cola Brasil.

Mais informações pelo site www.cocacolabrasil.com.br/institutococacolabrasil ou no telefone 0800-021-2121.


COLETIVO JOVEM – Cursos gratuitos de capacitação para o mercado de trabalho

Início das aulas: 24/07/17

Inscrições: pode ser feitas até o dia 28/07/17

Contato: www.coletivococacola.com.br ou diretamente na unidade:

Coletivo Canoas

Associação Comunitária Dr. Martinho Lutero

Rua Cel. Vicente, 1340 - Harmonia - Canoas

Telefones: 3472-7629 / 99595-9543 (educadora Ana Carolina)

Sobre a Coca-Cola Brasil

O Sistema Coca-Cola Brasil é o maior produtor de bebidas não alcoólicas do país e atua em sete segmentos – água, café, chás, refrigerantes, néctares, sucos e bebidas esportivas – com uma linha de mais de 140 produtos, entre sabores regulares e versões zero ou de baixa caloria. Composto por nove grupos parceiros de fabricantes, o Sistema emprega diretamente 69 mil funcionários, gerando cerca de 600 mil empregos indiretos. Entre 2012 e 2016, terão sido investidos R$ 14,1 bilhões, valor 50% superior ao dos cinco anos anteriores. O Sistema Coca-Cola Brasil está empenhado em incentivar iniciativas que melhorem o desenvolvimento econômico e social das comunidades em que opera. Para isso, conta com uma plataforma de valor compartilhado, o Coletivo Coca-Cola, que já impactou a vida de mais de 130 mil pessoas por meio de toda a cadeia de valor da empresa.

Sobre o Instituto Coca-Cola Brasil

O Instituto Coca-Cola Brasil, criado em 1999, tem como missão promover a transformação socioambiental do país, em larga escala, potencializada por seus parceiros e pelo Sistema Coca-Cola. Para cumprir com sua missão, desenvolve tecnologia social para programas que gerem empoderamento através de geração de renda e valorização da autoestima. Até hoje os programas do Instituto impactaram mais de 150 mil pessoas em mais de 400 comunidades do país.

Sobre a Coca-Cola FEMSA


Coca-Cola FEMSA, SAB de C.V produz e distribui Coca-Cola, Fanta, Sprite, Del Valle, Schweppes e outras bebidas do portfólio da The Coca-Cola Company em 10 países: México (uma parte substancial da região central, incluindo a Cidade do México, bem como sudeste e nordeste do país); Guatemala (Cidade da Guatemala e região metropolitana); Nicarágua (todo o país); Costa Rica (todo o país); Panamá (todo o país); Colômbia (maior parte do país); Venezuela (todo o país); Brasil (parte do país); Argentina (Buenos Aires e arredores) e Filipinas (todo o país).

A empresa, maior franquia do sistema Coca-Cola no mundo, também engarrafa e distribui água, sucos, chás, isotônicos, cervejas e outras bebidas em alguns desses territórios. Ao todo, possui 63 fábricas e 327 centros de distribuição, atendendo mais de 358 milhões de consumidores por meio de aproximadamente 2,8 milhões de pontos de vendas e conta com mais de 120 mil funcionários em todo o mundo.


No Brasil está presente como Coca-Cola FEMSA Brasil em 48% do território nacional, empregando cerca de 20 mil funcionários e atendendo mais de 88 milhões de consumidores, distribuídos nos estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e em parte do estado de Goiás. No país, conta com uma estrutura de 44 centros de distribuição, 24 Cross Dockings e 21 Cross Trucks, sendo a unidade de Jundiaí (SP) a maior no mundo em volume de vendas em produtos Coca-Cola.

Última atualização ( Sex, 21 de Julho de 2017 15:16 )
 

Revitalização do asfalto da Dr. Barcelos começa na próxima segunda

Canoas - Dentro do projeto de revitalização da Rua Doutor Barcelos, no Centro da cidade, começam na próxima segunda-feira, 24 de julho, os serviços de recuperação asfáltica no trecho entre as ruas Coronel Vicente e Araçá.

A fresagem do asfalto, remoção de camadas via ferramenta de corte, será realizada em diferentes etapas, sendo necessário o bloqueio do trânsito no trecho onde for executado o serviço. Na segunda, será proibido o estacionamento na região. A pista entre a Cel Vicente e a Lenine Nequete, sentido Araçá, ficará bloqueada para o trânsito. A Fiscalização estará presente no local ordenando o fluxo de veículos. A pista contrária não terá sentido duplo, sendo o trânsito devidamente desviado pelas ruas do entorno. A fresagem completa deve ser concluída em três dias.

Posterior, ocorrerá a aplicação de novo concreto asfáltico. O prazo estimado para a conclusão dos serviços de pavimentação é de 15 dias úteis.

 
Página 1 de 212

Publicidade

Publicidade

Blogs

Enquete

Você é favor da convocação de Eleições Gerais no Brasil
 

Twitter CN

    Newsletter

    Expediente

    EXPEDIENTE
    Rua Santos Ferreira, 50
    Canoas - RS
    CEP 92020-000
    Fone: (51) 3032-3190
    e-mail: redacao@jornal
    correiodenoticias.com.br

    Banner
    Banner
    Banner

    TurcoDesign - Agencia de Publicidade Digital