Jornal Correio de Notícias

Página Inicial | Geral

Geral

Escola de Chimarrão e shows nativistas na Semana Farroupilha do Canoas Shopping

O Canoas Shopping preparou uma programação especial para a Semana Farroupilha, trazendo dois dos maiores ícones dos gaúchos: a música nativista e o chimarrão.

A parte musical acontece com shows dos cantores nativistas Carlos Freitas no dia 14 de setembro e Amilton Lima, no dia 16 de setembro. Ambos se apresentam das 19 às 21 horas na Praça de Alimentação do Shopping, trazendo os grandes clássicos da música gaúcha em apresentações com entrada franca.

Já a exposição e escola do chimarrão, que mostra os diferentes tipos de erva e ensina como prepará-las corretamente, fica aberta ao público todos os dias, de 12 a 20 de setembro na Praça Alziro Andrade, no primeiro piso do Canoas Shopping. As atividades são gratuitas e são  coordenadas pelo Instituto Escola do Chimarrão de Venâncio Aires, ONG que cultua as tradições gaúchas, especialmente o chimarrão, através de atividades culturais, educacionais e artísticas.

Com 20 anos de carreira, Carlos Freitas é vencedor de duas edições consecutivas da Califórnia da Canção (25ª e 26ª edição) e conquistou o segundo lugar no festival Reponte da Canção.

Amilton Lima gravou seis CDs e um DVD com os grupos Vozes do Vento, Campeirismo e Criado em Galpão. Em 2011 lança o CD "Estampa Caudilha" com as participações de César Oliveira e Elton Saldanha, entre outros.

Serviço:

  • ·         Show com Carlos Freitas

Data: 14 de setembro

Horário: das 19h às 21h

Local: Praça de Alimentação do Canoas Shopping

Entrada franca

  • ·         Show com Amilton Lima

Data: 16 de setembro

Horário: das 19h às 21h

Local: Praça de Alimentação do Canoas Shopping

Entrada franca

  • ·         Exposição e Escola de Chimarrão

Datas: 12 a 20 de setembro

Horáriow: segundas a sábados das 11h às 20h

domingos e feriado do dia 20, das 11h30 às 20h

Local: Praça Alziro Andrade no primeiro piso do Canoas Shopping

Entrada franca

Última atualização ( Seg, 12 de Setembro de 2016 11:34 )
 

Pediatra nutrólogo explica a importância do café da manhã

O café da manhã é uma das principais refeições do dia e possui grande importância para a manutenção da saúde. No Brasil, o desjejum é consumido normalmente em casa ou a caminho do trabalho, entre 5h e 10h da manhã, tendendo a ser mais comum entre a população adulta e menos frequente entre as crianças.

Segundo documento sobre o tema, desenvolvido pela Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição, pessoas que não possuem o hábito de consumir o café da manhã tendem a ingerir quantidades insuficientes de vitaminas, ácido fólico, cálcio, ferro e outros nutrientes essenciais para o corpo. Isso pode prejudicar o crescimento e desenvolvimento de crianças e adolescentes, por exemplo.

Para o pediatra e nutrólogo Mauro Fisberg, Coordenador do Centro de Nutrologia e Dificuldades Alimentares do Instituto Pensi - Hospital Infantil Sabará e do departamento de Nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria, o café da manhã é uma oportunidade de inclusão de nutrientes importantes para o bom funcionamento do corpo. “Além disso, ele proporciona mais disposição para as atividades ao longo do dia, já que o organismo ficou muito tempo em jejum, durante o sono”, comenta.

Nenhum alimento é capaz de fornecer todos os nutrientes necessários. Por isso, a variedade é uma importante dica para manter uma alimentação equilibrada e nutritiva. Fique de olho nas dicas dele e não pule o café da manhã!

1 –Troque os carboidratos refinados, como o pão branco e biscoitos, por carboidratos complexos como os produtos integrais. Por sua digestão ser mais lenta, o organismo sente-se saciado por mais tempo.

2 – Proteínas ajudam no controle do peso corporal, estimulando a liberação de hormônios responsáveis pelo aumento da saciedade e também na construção do tecido muscular, que favorece o gasto diário de energia. O café da manhã ainda é uma boa oportunidade para consumir alimentos que tenham cálcio, então, lácteos, queijos, iogurtes ou bebidas à base de soja nesse momento são exemplos de como garantir esse nutrientes.

3- É fundamental completar a refeição com uma fruta, que vai contribuir com vitaminas e minerais, além de ajudar a aumentar a quantidade de fibras consumida!

 

DNIT/RS instala tachas na BR-116 a partir desta segunda-feira

Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Rio Grande do Sul (DNIT/RS) informa que, por meio da Unidade Local de São Leopoldo, inicia nesta segunda-feira, 5 de setembro, a instalação de tachas na pista principal da BR-116. O serviço acontece diariamente até segunda-feira, 12 de setembro, sempre das 22 horas às 5 horas. A autarquia pede aos usuários da rodovia que fiquem atentos à sinalização noturna, alertando para a presença de operários entre os km 240 (São Leopoldo) e km 249 (Novo Hamburgo).

A melhoria integra o BR Legal, que propõe a manutenção estrutural da sinalização viária. No Rio Grande do Sul o programa contempla cerca de 5 mil quilômetros de rodovia, totalizando um investimento de R$ 350 milhões. Confira a programação, em anexo.

 

Controle cirúrgico de diabetes tipo 2 e síndrome metabólica ganha destaque no 21º Congresso Mundial da IFSO

O mundo enfrenta uma epidemia crescente e aparentemente incontrolável de obesidade e diabetes, doenças que costumam perigosamente andar juntas, mas que somente sozinhas provocam um grande prejuízo à saúde de milhões de pessoas. O mesmo desafio é encarado pelo Brasil, segundo país em número de cirurgias bariátricas e metabólicas, com mais de 90 mil procedimentos a cada ano. Pela relevância com que seus pesquisadores investigam o tema, o país foi escolhido para sediar o 21º Congresso Mundial da IFSO – International Federation for the Surgery of Obesity and Metabolic Disorders, de 28 de setembro a 1º de outubro, no Rio de Janeiro.

Cirurgiões, endocrinologistas, clínicos e profissionais de diversas especialidades debaterão temas como a recém-criada área de atuação em cirurgia bariátrica no Brasil; soluções para a obesidade na adolescência; novas tecnologias empregadas nas terapias endoscópicas; cirurgias no SUS; mecanismos pós-operatórios de saciedade, perda de peso e controle metabólico; cenários da cirurgia bariátrica e metabólica nos cinco continentes; evolução da cirurgia robótica; estudos de cirurgia metabólica em pacientes com sobrepeso e obesidade grau 1; a nova diretriz mundial para o tratamento cirúrgico do diabetes mellitus tipo 2 em pacientes com obesidade leve, entre outros temas atuais.

Para Ricardo Cohen, presidente do 21º Congresso Mundial da IFSO, a prática da cirurgia metabólica tem crescido porque o diabetes tipo 2 e a síndrome metabólica são doenças que se alastraram pelo mundo. “Atualmente, há mais de 14 milhões de brasileiros sobrevivendo com o diabetes. Somos o quarto país no ranking mundial desta doença. Desses 14 milhões, 76% estão mal controlados pelas terapias clínicas. Muitas vezes o diagnóstico demora, favorecendo o aparecimento de complicações”, informa Dr. Cohen, que também coordena o Centro de Obesidade e Diabetes, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo.

Este é um ano especial para a cirurgia metabólica e por isso mesmo mereceu ser o maior enfoque da programação científica do congresso, justifica Natan Zundel, presidente da IFSO. “Em junho deste ano, a cirurgia metabólica fortaleceu seu papel entre os especialistas quando foi defendida como opção terapêutica para diabéticos tipo 2 com IMC (Índice de Massa Corporal) entre 30 e 35 kg/m2 sem controle clínico adequado. A nova diretriz foi assinada em Londres por 45 sociedades médicas dedicadas ao tratamento clínico e cirúrgico da obesidade, do diabetes e de suas doenças associadas”, ressalta o médico.

“O Brasil vem aumentando o número de pesquisas nos últimos anos e temos uma sociedade médica científica sólida e bastante atuante. Estamos entre os líderes mundiais nos procedimentos bariátricos e somos pioneiros nos procedimentos metabólicos, progredindo em termos de qualidade e volume”, completa Dr. Cohen.

O desafio em números

A Organização Mundial de Saúde projeta que em 2025 serão cerca de 2,3 bilhões de adultos com sobrepeso e mais de 700 milhões de obesos. O número de crianças com sobrepeso e obesidade no mundo pode chegar a 75 milhões caso medidas efetivas não sejam adotadas. No Brasil, o IBGE mostra que em 2015 aproximadamente 82 milhões de brasileiros apresentaram sobrepeso ou obesidade. Com o problema do peso em excesso prevalecendo mais nas mulheres (58,2%) que nos homens (55,6%). As estatísticas agravantes no país traduzem a urgência de se pensar em políticas públicas adequadas para a prevenção e o tratamento do sobrepeso e da obesidade.

Em relação às cirurgias bariátricas e metabólicas, o Brasil fica atrás apenas dos Estados Unidos, que realizam quase 180 mil procedimentos por ano (dados de 2013). Neste país, onde um em cada três indivíduos é obeso, o Center for Disease Control and Prevention registra um gasto médico com a obesidade na faixa dos US$ 147 bilhões por ano.

Redução de comorbidades

Um amplo conjunto de estudos científicos atesta que a cirurgia bariátrica e metabólica reduz as comorbidades em níveis significativos: diabetes (70-80%), hipertensão arterial (65%), distúrbios respiratórios (80%), artrose (85%), dislipidemia (70%), incontinência urinária (95%), irregularidade menstrual (99%), disfunção cardíaca, riscos cardiovasculares, cegueira, amputação, diálises e outras doenças crônicas associadas.

Além de palestras e debates sobre os avanços e desafio das terapias clínicas e cirúrgicas, a programação do 21º Congresso Mundial da IFSO incluirá cursos pré-congresso de atualização e hands-on, cirurgias ao vivo, apresentações orais, exibição de pôsteres, simpósios satélites e uma feira de expositores com as novidades da indústria de equipamentos e materiais cirúrgicos.

Agenda

21º Congresso Mundial da Federação Internacional de Cirurgia da Obesidade e Distúrbios Metabólicos – IFSO 2016

Data: de 28 de setembro a 01 de outubro de 2016

Local: Windsor Barra Hotel e Congressos

Endereço: Av. Lucio Costa, 2630 – Barra da Tijuca.

Sobre o evento

O Congresso Mundial da IFSO reúne tradicionalmente um time de especialistas em obesidade, diabetes e doenças metabólicas, dentre os mais prestigiados no meio acadêmico e científico. É realizado a cada ano pela International Federation of the Surgery of Obesity & Metabolic Disorders, que representa as principais sociedades médicas dos cinco continentes, dedicadas aos diversos profissionais que atuam na atenção aos pacientes bariátricos e metabólicos.

A escolha do Rio de Janeiro para sediar o congresso deve-se à contribuição cada vez mais importante dos especialistas brasileiros para o avanço e a acessibilidade da cirurgia no mundo, sobretudo do pioneirismo nos procedimentos metabólicos. O Brasil é um dos países que mais progridem em termos de qualidade e volume. O recente reconhecimento da cirurgia bariátrica como área de atuação pelo país é uma conquista que favorecerá a formação dos seus profissionais, desde a residência médica, e a melhoria dos serviços oferecidos aos pacientes.

 

Expointer 2016: Carpa é a principal espécie cultivada no RS

No Rio Grande do Sul existem cerca de 50 mil piscicultores e uma produção anual de 17 mil toneladas de peixes, resultando em uma produção média de 850 quilos por hectare. O cultivo das diferentes variedades de carpas, segundo dados da Emater/RS-Ascar do ano de 2015, torna a espécie responsável por 80% do peixe produzido no Estado. Com base nessas informações, a Instituição apresenta na 39ª Expointer, na parcela da piscicultura, o cultivo semi-intensivo de policultivo de carpas.

No local destinado à temática é exibido um aquário de 200x100cm com carpas das espécies capim, húngara, cabeça grande e prateada, que possuem um custo de produção menor. Segundo o técnico em agropecuária da Emater/RS-Ascar, Higor Barcelos, a densidade de população corresponde a um peixe a cada quatro metros quadrados de lâmina d’água. “O viveiro ideal para o cultivo de peixes deve ser 40 metros de comprimento por 10 de largura para facilitar o manejo. Já a profundidade deve ser, no máximo, de 1,2 metros o que possibilita a entrada de luz até o fundo, contribuindo na produção de alimento natural, o que é ideal para a piscicultura”, explica.

Sobre o povoamento do viveiro, o extensionista recomenda que 35% da população de carpas sejam com espécies capim; 35% de húngara; 15% de cabeça-grande e 15% da prateada. “Assim elas não competem por alimento”, ressalta Barcelos. Já sobre a coloração esverdeada da água do aquário, o técnico explica que a mesma indica fartura de alimento natural. “Essa condição é ideal para o bom desenvolvimento dos peixes, pois caracteriza a formação de plâncton que auxilia na produção de oxigênio que é dissolvido na água”. Além das carpas, no RS ainda são cultivadas as espécies tilápia, representando 12% da produção total do Estado, seguidas por jundiás, que representam 4%.

Além do policultico semi-intensivo de carpas é possível observar no espaço a desinfecção do viveiro por meio da utilização de cal virgem. A técnica, realizada após a despesca, quando o viveiro está vazio, e antes da introdução de novos alevinos, reduz o número de parasitas e predadores. No local também podem ser obtidas orientações sobre análise da qualidade da água, material para monitoramento como, por exemplo, disco de secchi, termômetro, macacão e rede adequada para o manejo dos peixes

 

73% dos brasileiros têm uma imagem positiva do Papa Francisco

Se nos Jogos Olímpicos brasileiros e argentinos não paravam de se provocar, gerando, inclusive, momentos de tensão durante o evento, há ao menos um argentino com muita moral entre os brasileiros. É o Papa Francisco.

Uma pesquisa feita pelo IBOPE Inteligência em parceria com a Worldwide Independent Network of Market Research (WIN) mostra que 73% dos brasileiros têm uma imagem positiva do papa. Esse resultado coloca o Brasil acima da média global, já que 54% da população mundial tem uma opinião favorável ao Papa Francisco (24% são muito favoráveis), contra 12% que têm uma opinião desfavorável.

No Brasil, 14% são desfavoráveis.Dentre as 64 nações pesquisadas, 60 têm uma visão favorável ao papa, sendo que o Brasil fica em 15º entre os países que têm visão mais positiva do pontífice. No topo da lista estão Portugal (94% de imagem positiva), Filipinas (93%) e Argentina (89%).

Quando analisadas as regiões, a imagem positiva do papa é maior na América Latina (77%),  América do Norte (63%) e União Europeia (62%).

Naturalmente, a religião dos entrevistados impacta diretamente nos resultados da pesquisa: a maioria dos budistas, muçulmanos e hindus não tem opinião formada sobre o papa Francisco, enquanto que 85% dos católicos e 65% dos judeus opinam favoravelmente.

Sobre a pesquisa
A pesquisa ouviu 63.272 pessoas, em 64 países, entre setembro e dezembro de 2015. No Brasil, foram feitas 2.002 entrevistas.


Sobre o IBOPE Inteligência
Empresa dedicada ao conhecimento do comportamento das pessoas e de todas as suas relações: familiar, social, política, de consumo e de utilização de serviços. Especialista em soluções de pesquisa de opinião e mercado, off e online, quantitativas e qualitativas, geonegócios, inovação, data mining e ferramentas de análise e integração de dados. www.ibopeinteligencia.com

Sobre a WIN
A WIN é uma associação que reúne as maiores empresas independentes de pesquisa de mercado do mundo. É uma plataforma global para intercâmbio de negócios internacionais entre mais de 75 países, presentes em todos os continentes. Para mais informações acessehttp://www.winmr.com/

Última atualização ( Ter, 30 de Agosto de 2016 12:39 )
 
Página 10 de 210

Publicidade

Publicidade

Blogs

Enquete

Você é favor da convocação de Eleições Gerais no Brasil
 

Twitter CN

    Newsletter

    Expediente

    EXPEDIENTE
    Rua Santos Ferreira, 50
    Canoas - RS
    CEP 92020-000
    Fone: (51) 3032-3190
    e-mail: redacao@jornal
    correiodenoticias.com.br

    Banner
    Banner
    Banner

    TurcoDesign - Agencia de Publicidade Digital