Jornal Correio de Notícias

Página Inicial | Geral

Geral

Ferramenta ajuda na localização de doadores voluntários de medula óssea com cadastros desatualizados

Ferramenta ajuda na localização de doadores voluntários de medula óssea com cadastros desatualizados
Com o propósito de auxiliar na localização de doadores voluntários de medula óssea, e assim aumentar as chances dos pacientes que precisam de um doador compatível para realizar o transplante, a TransUnion disponibiliza para o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (REDOME) uma ferramenta de dados cadastrais. O uso da ferramenta possibilitou ao Registro, um aumento de 23% na localização de doadores, de abril a dezembro de 2015, em relação ao mesmo período do ano anterior.
Informações de contato desatualizadas são uma das grandes dificuldades na localização de doadores em todo o mundo. Para minimizar esse problema, a TransUnion disponibilizou a ferramenta ZipOnline, que reúne informações de contato, relações de parentesco e vínculos da pessoa em questão, ampliando as chances de encontrá-la mesmo quando há mudanças de endereço ou telefone. Esta é uma ação voluntária da empresa junto ao REDOME.
O REDOME pode acessar o banco de dados da ferramenta para verificar as informações de contato dos doadores e, assim, ampliar as possibilidades de contato na busca do doador. O uso da ferramenta é feito sem nenhum tipo de ônus e seguindo o critério de sigilo dos dados do doador cadastrado.
“Na TransUnion, trabalhamos diariamente com o levantamento e validação de informações para usos diversos. Entendemos que existe uma responsabilidade em fazer o bom uso de dados, de uma forma segura, para fins que tragam melhorias para a vida das pessoas. É muito gratificante saber que este trabalho pode ser considerado bem sucedido em um período tão curto”, comenta Juarez Zortea, presidente da TransUnion no Brasil. “Para os pacientes que necessitam de transplante, cada segundo é muito precioso. Nosso objetivo é contribuir para que o REDOME não tenha dificuldades em encontrar os doadores e que isso seja feito no menor tempo possível, afinal vidas dependem disso”, completa.
A compatibilidade de medula é determinada pela genética e a chance de encontrar um doador compatível com um paciente é em média 1 em 100 mil. “Por isso, é muito importante que os doadores voluntários sejam encontrados quando necessário”, explica Alexandre Almada – Gerente de relacionamento do REDOME.
“A TransUnion promove o uso do poder da informação como instrumento valioso para a melhoria das relações humanas. A oportunidade de cooperar com o REDOME nessa causa tão nobre é a prova mais concreta dessa meta”, finaliza Juarez Zortea.
Sobre o REDOME
O REDOME reúne informações de pessoas dispostas a doar medula óssea para quem precisa de transplante. Com mais de 4 milhões de doadores cadastrados, é o terceiro maior registro do mundo e pertence ao Ministério da Saúde. O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) é responsável pela coordenação técnica e a Fundação do Câncer pela operação do REDOME.
Sobre a TransUnion
Informação é algo muito poderoso. Na TransUnion, temos plena consciência disso. Dedicamo-nos a encontrar maneiras inovadoras pelas quais a informação possa ser utilizada para ajudar as pessoas a tomar decisões melhores e mais inteligentes. Hoje, a TransUnion chega a clientes e empresas de mais de 30 países, em cinco continentes. No Brasil, a TransUnion uniu sua liderança global com a capacidade analítica da Crivo e a abrangência de dados da ZipCode para produzir soluções únicas, inovadoras e personalizadas. Por meio do poder da informação, a TransUnion trabalha para desenvolver economias mais fortes, famílias mais bem estruturadas e comunidades mais seguras no mundo todo. Chamamos isso de Informação para o Bem: www.transunion.com.br

Com o propósito de auxiliar na localização de doadores voluntários de medula óssea, e assim aumentar as chances dos pacientes que precisam de um doador compatível para realizar o transplante, a TransUnion disponibiliza para o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (REDOME) uma ferramenta de dados cadastrais. O uso da ferramenta possibilitou ao Registro, um aumento de 23% na localização de doadores, de abril a dezembro de 2015, em relação ao mesmo período do ano anterior.

Informações de contato desatualizadas são uma das grandes dificuldades na localização de doadores em todo o mundo. Para minimizar esse problema, a TransUnion disponibilizou a ferramenta ZipOnline, que reúne informações de contato, relações de parentesco e vínculos da pessoa em questão, ampliando as chances de encontrá-la mesmo quando há mudanças de endereço ou telefone. Esta é uma ação voluntária da empresa junto ao REDOME.

O REDOME pode acessar o banco de dados da ferramenta para verificar as informações de contato dos doadores e, assim, ampliar as possibilidades de contato na busca do doador. O uso da ferramenta é feito sem nenhum tipo de ônus e seguindo o critério de sigilo dos dados do doador cadastrado.

“Na TransUnion, trabalhamos diariamente com o levantamento e validação de informações para usos diversos. Entendemos que existe uma responsabilidade em fazer o bom uso de dados, de uma forma segura, para fins que tragam melhorias para a vida das pessoas. É muito gratificante saber que este trabalho pode ser considerado bem sucedido em um período tão curto”, comenta Juarez Zortea, presidente da TransUnion no Brasil. “Para os pacientes que necessitam de transplante, cada segundo é muito precioso. Nosso objetivo é contribuir para que o REDOME não tenha dificuldades em encontrar os doadores e que isso seja feito no menor tempo possível, afinal vidas dependem disso”, completa.

A compatibilidade de medula é determinada pela genética e a chance de encontrar um doador compatível com um paciente é em média 1 em 100 mil. “Por isso, é muito importante que os doadores voluntários sejam encontrados quando necessário”, explica Alexandre Almada – Gerente de relacionamento do REDOME.

“A TransUnion promove o uso do poder da informação como instrumento valioso para a melhoria das relações humanas. A oportunidade de cooperar com o REDOME nessa causa tão nobre é a prova mais concreta dessa meta”, finaliza Juarez Zortea.


Sobre o REDOME


O REDOME reúne informações de pessoas dispostas a doar medula óssea para quem precisa de transplante. Com mais de 4 milhões de doadores cadastrados, é o terceiro maior registro do mundo e pertence ao Ministério da Saúde. O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) é responsável pela coordenação técnica e a Fundação do Câncer pela operação do REDOME.


Sobre a TransUnion


Informação é algo muito poderoso. Na TransUnion, temos plena consciência disso. Dedicamo-nos a encontrar maneiras inovadoras pelas quais a informação possa ser utilizada para ajudar as pessoas a tomar decisões melhores e mais inteligentes. Hoje, a TransUnion chega a clientes e empresas de mais de 30 países, em cinco continentes. No Brasil, a TransUnion uniu sua liderança global com a capacidade analítica da Crivo e a abrangência de dados da ZipCode para produzir soluções únicas, inovadoras e personalizadas. Por meio do poder da informação, a TransUnion trabalha para desenvolver economias mais fortes, famílias mais bem estruturadas e comunidades mais seguras no mundo todo. Chamamos isso de Informação para o Bem: www.transunion.com.br

 

Ação em shopping centers orienta crianças sobre uso correto e seguro de escadas rolantes e elevadores

  • Em sua 9ª edição, objetivo da Faça a Coisa Certa é impactar mais de 25 mil crianças
  • Atitudes preventivas podem ser aplicadas no dia a dia
  • Pais também são alvos da iniciativa que acontece no dia 08 de outubro
  • Canoas Shopping participa da Ação

Ir ao shopping é sinônimo de diversão para as crianças e dentre os “brinquedos” preferidos da garotada estão andar de escada rolante e de elevador. Sim, no universo lúdico dos pequenos, esses equipamentos acabam ganhando outra função, além de servir de transporte para a mobilidade dentro do shopping. A escada rolante vira uma montanha-russa, onde o sobe e desce não tem fim, e os elevadores são foguetes espaciais onde podem se esconder dos amigos, apertar vários botões e depois sair correndo para mais uma diversão.

A fantasia, porém, cria situações que podem colocar a segurança dos pequenos em risco, principalmente quando o adulto não está por perto para zelar por eles. Basta alguns minutos em frente ao elevador ou às escadas rolantes de um shopping center para perceber várias atitudes incorretas. As mais comuns são de crianças subindo e descendo as escadas rolantes sozinhas sem os pais por perto, e da garotada “brincando” de subir e descer a escada no sentido contrário. Sentar nos degraus ou deslizar sobre o corrimão das escadas; segurar a porta do elevador ou pular dentro do equipamento; e andar com o carrinho de bebê nas escadas rolantes também são atitudes corriqueiras que devem ser evitadas.

Para orientar as crianças e conscientizar os pais sobre como usar de forma correta e segura os elevadores, as escadas rolantes e as esteiras rolantes, acontece no dia 08 de outubro a Ação Faça a Coisa Certa. Em sua 9ª edição, a inciativa é da  thyssenkrupp Elevadores, uma das maiores fabricantes de tecnologias de elevação e mobilidade urbana do Brasil, e já faz parte do calendário de eventos da semana do Dia das Crianças de vários shopping centers do país.

Realizada em parceria com shopping centers de todo o país, este ano a ação contará com a participação de 31 shoppings, totalizando 23 cidades de 14 Estados participantes. Nos últimos quatro anos, a ação sensibilizou mais de 125 mil crianças.

Em Canoas (RS), a Faça a Coisa Certa acontecerá no Canoas Shopping.

“A segurança e a prevenção de acidentes estão em nossa base de atuação como prestadora de serviço de manutenção em elevadores e é esta mesma filosofia que queremos levar aos pais e às crianças, por meio da ação Faça a Coisa Certa. Escolhemos as crianças como nosso principal público-alvo porque acreditamos no poder da transformação por meio da educação. Além disso, sabemos que as crianças são multiplicadores e levarão adiante as informações sobre atitudes seguras”, afirma Paulo Manfroi, Vice-presidente de Serviços da área de negócios Elevator Technology da thyssenkrupp para o Brasil.

Em algumas cidades brasileiras, as crianças menores de 10 anos só devem usar o elevador se estiverem acompanhadas de um adulto, por determinação de leis municipais. No caso das escadas e esteiras rolantes, a Norma Brasileira (NBR NM 195/1999), determina o uso de avisos de alerta sobre situações de perigo nos locais onde os equipamentos estão instalados para chamar a atenção da população. Adesivos fixados junto às escadas rolantes também são usados para indicar as situações que são proibidas por Norma, como transportar o bebê no carrinho na escada rolante.

Faça a Coisa Certa

O público-alvo da Ação são as crianças de 5 a 12 anos, os pais e os familiares responsáveis pela educação dos pequenos, como avós e tias, entre outros. No formato de blitz, equipes de funcionários da empresa -que atuam na área de prestação de serviço de manutenção – abordam a população com informações sobre o uso seguro dos equipamentos.

Materiais educativos e lúdicos integram a ação, como o gibi “As aventuras do SUPER ZERO & Segurita” que será entregue às crianças no dia da ação. Outros materiais também foram criados para auxiliar no processo de aprendizagem dos pequenos como os vídeos que ensinam a usar corretamente o elevador e a escada rolante e que estão disponíveis no YouTube.

Prevenção

Os acidentes são a principal causa de morte de crianças e adolescentes  de 0 a 14 anos no Brasil, segundo levantamento feito pela ONG Criança Segura, com dados do Ministério da Saúde.  O número de internações por conta de acidentes aumentou 8% nos últimos sete anos, mas, felizmente, o número de mortes caiu quase 31% nos últimos 13 anos.  O levantamento mostra que o número de mortes de crianças e adolescentes passou de 6.190 em 2001 para 4.316 em 2014.

No mundo, 830 mil crianças morrem vítimas de acidentes por ano, segundo o Relatório Mundial sobre Prevenção de Acidentes com Crianças e Adolescentes, publicação da Organização Mundial da Saúde e do UNICEF – Fundo das Nações Unidas para a Infância. Dentre as causas de acidentes estão a falta de informação e de prevenção, bem como a ausência de ambientes adequados às crianças e leis específicas.

A prevenção ainda é o maior aliado contra os acidentes. Estudos da ONG Safe Kids Worldwide mostram que 90% dos acidentes podem ser evitados com medidas simples, como mudar o comportamento dos adultos, adequar os espaços para as crianças, criar e fiscalizar leis para inibir práticas inseguras, desenvolver e promover o uso de equipamentos de segurança e de políticas públicas que tenham a prevenção como objetivo.

 

Tem início a IV Feira de Ciências e Inovação Tecnológica do Campus Canoas

Teve início na manhã desta sexta-feira, dia 23 de setembro,a quarta edição da Feira de Ciências e Inovação Tecnológica (IFCITEC) do Campus Canoas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul. O evento se encerra neste sábado. A feira possibilita a exposição e divulgação de trabalhos realizados por alunos e professores dos níveis fundamental, médio e médio técnico da Região Metropolitana de Porto Alegre, visando a despertar nos estudantes o interesse pela ciência e pela inovação tecnológica.

De acordo com o professor organizador, Sandro José Ribeiro da Silva, a feira promove um espaço para a discussão de atividades científicas e tecnológicas desenvolvidas em diversas instituições do Estado. Além disso, incentiva os estudantes a desenvolver iniciativas com criatividade e inovação, sempre preocupados com o meio em que estão inseridos.

_ Mais do que ampliar o intercâmbio de ideias entre os estudantes de diversas instituições, a IFCITEC cria um espaço fértil para a valiosa integração entre esses alunos _ resume o professor.

Novidades

Entre as novidades deste ano é que a avaliação dos trabalhos de concorrentes do ensino técnico e médio serão feitas por mestrandos em Informática do Campus Porto Alegre do IFRS. A feira também foi credenciada na Mostra Brasileira de Ciência e Tecnologia e na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec) http://www.mostratec.com.br/pt-br. Dentre os trabalhos vencedores, dois deles receberão vagas para o evento a ser realizado no parque da Fenac em Novo Hamburgo.

Os trabalhos

Cerca de 300 participantes apresentam 112 trabalhos concorrentes estão inscritos nas seguintes áreas:

Ciências Exatas de da Terra,

Ciências Sociais Aplicadas,

Ciências Humanas,

Ciências Biológicas,

Ciências da Saúde,

Engenharias,

Linguística, Letras e Artes, e

Multidisciplinar.

Participações

Nesta quarta edição da IFCITEC, ocorre a participação das instituições de ensino técnico dos campi Charqueadas e Sapucaia do Sul do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-riograndense (IFSul), dos campi Osório e Restinga do IFRS e do Senac. Participam também estudantes das escolas de ensino Médio e Fundamental EEEM José Gomes Vasconcelos Jardim, EMEF Ministro Rubem C. Ludwig, EMEF Rio Grande do Sul e EMEF Rio de Janeiro.

 

Novo Capão do Corvo será inaugurado neste domingo

Perto de completar seus 36 anos, o Parque Getúlio Vargas, mais conhecido como Capão do Corvo, ganha novos espaços, após passar por um processo de revitalização e remodelagem. As obras, uma contrapartida da construção do futuro ParkShopping Canoas, serão entregues neste domingo (25), a partir das 14h30, com atividades diversas.

Com visual moderno, inspirado em grandes empreendimentos paisagísticos, o parque ganhará uma série de equipamentos em 28 mil metros de sua extensão total. Toda a área recebeu novo layout com vegetação nativa, sendo a iluminação pública em lâmpadas LED. A praça terá três árvores fotovoltaicas para iluminação noturna autossustentável. A Multiplan doou também uma central de segurança com câmeras e sala de comunicação, além de dois quadriciclos para melhorar a segurança do parque. Além disso, à noite, o sistema conjuga fachos de luzes coloridas à dança das águas.

Show

No domingo, o público ainda poderá conferir os shows da Orquestra de Câmara da Ulbra e do gaiteiro Renato Borghetti.

O novo parque

  • Anfiteatro com capacidade para 400 pessoas

  • Trilhas iluminadas e sinalizadas

  • Área de ginástica ao ar livre, com vista para o novo lago

  • Orquidário

  • Playground Aventura, com ponte pêncil, cordas, pneus, escadas, redes, escalada e brinquedos para várias faixas etárias

  • Playgroud lúdico: com equipamentos coloridos e formas geométricas

  • Largo da Integração, com a “Janela para o Mato”, onde o verde do parque estará integrado à área de convivência.

  • Lago artificial de  7.000m², com decks e uma esplanada de acesso ao espelho d’água.

  • Águas dançantes com sonorização e iluminação sincronizadas.

Acesso ao parque
O parque ganhará um novo acesso, que será feito pela Avenida Farroupilha (que será liberado ao público no dia 28), alinhado com uma das entradas do ParkShopping Canoas.

​>>​
O Parque Getúlio Vargas (Capão do Corvo) está localizado na Rua Farroupilha, 4545, no Bairro Marechal Rondon, em Canoas.

 

Última atualização ( Sex, 23 de Setembro de 2016 17:38 )
 

O que o consumidor deve se atentar ao comprar um imóvel pela nova norma NBR 15575

 

O que o consumidor deve se atentar ao comprar um imóvel pela nova norma NBR 15575
Em julho de 2013, entrou em vigor a norma NBR 15.575 - que estabelece padrões de desempenho e durabilidade para alguns sistemas que compõem as edificações residenciais. A maior preocupação para quem trabalha no setor, e esclarecer o que as pessoas precisam levar em conta quando procuram empreendimentos para morar. Às vezes, a ânsia de encontrar a casa dos sonhos, pode não se dar conta do que se precisa avaliar antes de assinar a escritura.
Pensando nisso,  Márcia Menezes, diretora de Inovação&Tecnologia do CTE (Centro de Tecnologia de Edificações) explica que “muitas vezes as discussões entre construtores e clientes são baseadas em percepções pessoais de cada um. Com a publicação da norma de desempenho, os critérios ficaram explícitos tanto para orientar nas definições de projetos e soluções construtivas, como para verificar a edificação pronta”.  Márcia lembra  que a norma tem aplicação obrigatória para projetos a partir de 2013. Assim as pessoas precisam se atentar para a data do empreendimento. A diretora elaborou outras dúvidas que podem aparecer na hora de comprar o imóvel:
1.  Como saber se estou comprando um imóvel com os padrões mínimos definidos pela norma 15.575?  - Não é permitido entregar qualquer imóvel sem atender aos requisitos mínimos estabelecidos. Além disso, em alguns aspectos, a norma determina critérios em mais dois níveis - intermediário e superior. Assim, o consumidor poderá ter parâmetros de comparação para verificar as diferenças entre os diversos produtos imobiliários no momento da compra.
2. O que devo esperar da construtora? Tenho que contratar um perito para verificar se a edificação foi construída conforme a norma quando for fazer a vistoria? - A verificação de recebimento da unidade habitacional não muda. Não existe qualquer certificação ou atestado que a construtora deverá entregar ao cliente quando da entrega das chaves. Consiste em obrigação da Construtora entregar um produto que atenda à norma.
3.A norma se aplica para salas comerciais? - Não. A norma é voltada a exclusivamente para as edificações habitacionais. Apesar do conceito ser aplicável a outros tipos de usos, os critérios previstos podem não ser aplicáveis a outras funções.
4. Qual o papel do usuário no desempenho da edificação? - O usuário tem um papel importante no desempenho da edificação ao longo do tempo. Para manter as condições previstas durante a vida útil, as atividades de manutenção devem ser realizadas nas periodicidades planejadas e o uso e operação devem ser realizados considerando as premissas iniciais. Afinal, não existe construção eterna. Há um desgaste decorrente do uso e da ação das condições ambientais. Muitas pessoas não têm o hábito de ler os manuais de instrução de equipamentos, mas com certeza é muito importante que o Manual de uso e operação da edificação seja lido a aplicado.
5.Como pensar em reformas seguindo a NBR 15575 - A realização de reformas na unidade habitacional pode alterar o desempenho previsto e prejudicar as condições de conforto e habitabilidade. Assim, é fundamental a contratação de um profissional habilitado para elaborar o projeto e também uma empresa especializada para a execução da obra.

 

Em julho de 2013, entrou em vigor a norma NBR 15.575 - que estabelece padrões de desempenho e durabilidade para alguns sistemas que compõem as edificações residenciais. A maior preocupação para quem trabalha no setor, e esclarecer o que as pessoas precisam levar em conta quando procuram empreendimentos para morar. Às vezes, a ânsia de encontrar a casa dos sonhos, pode não se dar conta do que se precisa avaliar antes de assinar a escritura.

Pensando nisso,  Márcia Menezes, diretora de Inovação&Tecnologia do CTE (Centro de Tecnologia de Edificações) explica que “muitas vezes as discussões entre construtores e clientes são baseadas em percepções pessoais de cada um. Com a publicação da norma de desempenho, os critérios ficaram explícitos tanto para orientar nas definições de projetos e soluções construtivas, como para verificar a edificação pronta”.  Márcia lembra  que a norma tem aplicação obrigatória para projetos a partir de 2013. Assim as pessoas precisam se atentar para a data do empreendimento. A diretora elaborou outras dúvidas que podem aparecer na hora de comprar o imóvel:

1.  Como saber se estou comprando um imóvel com os padrões mínimos definidos pela norma 15.575?  - Não é permitido entregar qualquer imóvel sem atender aos requisitos mínimos estabelecidos. Além disso, em alguns aspectos, a norma determina critérios em mais dois níveis - intermediário e superior. Assim, o consumidor poderá ter parâmetros de comparação para verificar as diferenças entre os diversos produtos imobiliários no momento da compra.

2. O que devo esperar da construtora? Tenho que contratar um perito para verificar se a edificação foi construída conforme a norma quando for fazer a vistoria? - A verificação de recebimento da unidade habitacional não muda. Não existe qualquer certificação ou atestado que a construtora deverá entregar ao cliente quando da entrega das chaves. Consiste em obrigação da Construtora entregar um produto que atenda à norma.

3.A norma se aplica para salas comerciais? - Não. A norma é voltada a exclusivamente para as edificações habitacionais. Apesar do conceito ser aplicável a outros tipos de usos, os critérios previstos podem não ser aplicáveis a outras funções.

4. Qual o papel do usuário no desempenho da edificação? - O usuário tem um papel importante no desempenho da edificação ao longo do tempo. Para manter as condições previstas durante a vida útil, as atividades de manutenção devem ser realizadas nas periodicidades planejadas e o uso e operação devem ser realizados considerando as premissas iniciais. Afinal, não existe construção eterna. Há um desgaste decorrente do uso e da ação das condições ambientais. Muitas pessoas não têm o hábito de ler os manuais de instrução de equipamentos, mas com certeza é muito importante que o Manual de uso e operação da edificação seja lido a aplicado.

5.Como pensar em reformas seguindo a NBR 15575 - A realização de reformas na unidade habitacional pode alterar o desempenho previsto e prejudicar as condições de conforto e habitabilidade. Assim, é fundamental a contratação de um profissional habilitado para elaborar o projeto e também uma empresa especializada para a execução da obra.

Última atualização ( Qui, 22 de Setembro de 2016 16:25 )
 

Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul realiza pesquisa de opinião pública

 

Porto Alegre - Iniciou segunda-feira, 12 de setembro, a pesquisa de opinião pública sobre a Defensoria Pública do Estado (DPERS) em 40 cidades gaúchas. A iniciativa faz parte do Projeto de Modernização Institucional (PMI), que tem financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e resultará em indicadores da percepção da população do Rio Grande do Sul sobre a instituição, além de dados que auxiliarão na melhor divulgação da Defensoria Pública, fazendo com que mais gaúchos tenham acesso à justiça.
A pesquisa será realizada por meio de visitas às residências e contará com dois mil entrevistados que responderão a 41 perguntas sobre seu perfil, sobre a Defensoria Pública e sobre como buscam informações. Para a realização da pesquisa, o Estado foi dividido em sete mesorregiões, conforme estratificação do IBGE: Metropolitana, Nordeste, Noroeste, Sudeste, Sudoeste, Centro Ocidental e Centro Oriental. De acordo com o Coordenador Técnico da Promáxima, empresa que realizará a pesquisa, Raffael Escarpini, o nível de confiança da pesquisa é de 95% e a margem de erro de 2,09%. De acordo com o cronograma dos trabalhos, os resultados da pesquisa serão divulgados ainda em 2016.
Os principais objetivos da pesquisa são conhecer a opinião dos gaúchos, em especial dos que se encontram em situação de necessidade ou vulnerabilidade, sobre o papel da Defensoria Pública do Estado como instituição essencial e como instrumento de acesso à justiça e à cidadania; identificar oportunidades de aperfeiçoamento dos serviços prestados pela instituição, mediante a avaliação dos resultados da pesquisa; e possibilitar o melhor direcionamento da divulgação das ações da Defensoria nos canais de comunicação mais utilizados pelo público-alvo da instituição.
Todos os entrevistadores estarão identificados com crachá e colete da Promáxima (contratada da DPERS) e vão portar uma carta de referência do Defensor Público-Geral do Estado. Para confirmação dos dados do entrevistador, a Defensoria Pública disponibilizou números de telefones para confirmação: (51) 3210.9440 (horário comercial) e (51) 8494.2557 (plantão).
Confira as 40 cidades pesquisadas:
1. Alvorada
2. Bagé
3. Bento Gonçalves
4. Cachoeira do Sul
5. Canguçu
6. Canoas
7. Carazinho
8. Caxias do Sul
9. Cruz Alta
10. Erechim
11. Farroupilha
12. Gravataí
13. Ibirubá
14. Ijuí
15. Jaguarão
16. Lajeado
17. Marau
18. Nova Prata
19. Novo Hamburgo
20. São Leopoldo
21. Palmeira das Missões
22. Passo Fundo
23. Pelotas
24. Porto Alegre
25. Rio Grande
26. Santa Cruz do Sul
27. Santa Maria
28. Santa Rosa
29. Santana do Livramento
30. Santiago
31. Santo Ângelo
32. São Borja
33. São Gabriel
34. São Lourenço do Sul
35. Sapucaia do Sul
36. Teutônia
37. Tupaciretã
38. Uruguaiana
39. Vacaria
40. Viamão

 

Última atualização ( Qui, 15 de Setembro de 2016 15:12 )
 
Página 10 de 212

Publicidade

Publicidade

Blogs

Enquete

Você é favor da convocação de Eleições Gerais no Brasil
 

Twitter CN

    Newsletter

    Expediente

    EXPEDIENTE
    Rua Santos Ferreira, 50
    Canoas - RS
    CEP 92020-000
    Fone: (51) 3032-3190
    e-mail: redacao@jornal
    correiodenoticias.com.br

    Banner
    Banner
    Banner

    TurcoDesign - Agencia de Publicidade Digital