Jornal Correio de Notícias

Página Inicial | Plantão

Plantão

Avisos de desligamentos para manutenção na rede elétrica

A AES Sul informa os desligamentos da rede elétrica nos próximos dias, locais e horários para serviços de manutenção e melhorias na rede de distribuição de energia elétrica. Os desligamentos são necessários para garantia da segurança dos profissionais, da comunidade e da própria rede, enquanto os trabalhos são executados. Porém, somente serão realizados se não chover. Confira os locais e horários dos desligamentos:

Canoas, dia 16 de outubro das 8h30 às 13h30.

R. DOMINGOS MARTINS (B. CENTRO)

AV GETULIO VARGAS (B. RIO BRANCO*B. CENTRO*OUTROS)

R. ITU (B. IGARA)

R. JARY (B. IGARA)

R. MONTEIRO LOBATO (B. IGARA)

R. PARAGUASSU (B. IGARA)

R. RUI BARBOSA (B. FATIMA)

R. TUPI (B. IGARA)

 

Redução de consumo com o Horário de Verão é estimada em 4,5%

O Horário Brasileiro de Verão 2016/2017 começará à zero hora de domingo, 16 de outubro de 2016, com seu término previsto para a meia-noite do dia 19 de fevereiro de 2017.  O objetivo principal é a redução da demanda máxima do Sistema Interligado Nacional durante o horário de ponta, das 19h às 22h. Isso é possível porque a energia elétrica passa a ser utilizada mais tarde, em função do adiantamento de uma hora. O efeito provocado é o de não haver a coincidência de maior uso da energia com o consumo existente ao longo do dia pelo comércio e pela indústria, cujo montante reduz após às 18 horas. Conforme estudos do Operador Nacional do Sistema Elétrico - ONS - é esperada uma redução de aproximadamente 4,5% de demanda durante o horário de ponta no Rio Grande do Sul, o que significa aproximadamente 220 MW. A aplicação o do Horário de Verão em nossa área de concessão também representará uma redução de aproximadamente 4,5% na demanda, uma economia de 78 MW. A redução real de consumo projetada é de cerca de 0,5%, o que equivale ao consumo residencial de uma cidade de 35 a 40 mil habitantes, como Itaqui ou Rosário do Sul na Fronteira Oeste; Caçapava do Sul na Região Central; Estrela no Vale do Rio Taquari; ou Estância Velha na Região Metropolitana. Diante dessa projeção, verifica-se que a adoção do Horário Brasileiro de Verão traz benefícios para a operação do sistema, principalmente devido à redução de demanda durante o horário de ponta.

 

Aplicativo gratuito acrescenta o nono dígito automaticamente

São Paulo - A partir do dia 6 de novembro, todos os telefones móveis com DDDs de 41 a 55 (estados de Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) passarão a incluir o dígito 9 antes dos outros oito números. Para facilitar a atualização de todos os contatos da agenda dos smartphones, a Mobile2you, empresa com conceito Mobile House, que desenvolve aplicativos e soluções digitais individualizadas, criou o aplicativo “Nono Dígito”.

Disponível para Android e iOS, o aplicativo é simples e intuitivo e evita que as informações sejam duplicados. Basta clicar no botão “atualizar contatos” no centro da tela, sendo possível desmarcar a opção “verificar números” que não possuam o DDD.

Além destas funcionalidades, o algoritmo reconhece registros internacionais, com operadoras (XX+DDD), chamadas registradas para ligações a cobrar e envia notificações sobre as datas em que começam a vigorar o nono dígito nas novas cidades. Já na versão paga, o usuário pode realizar um backup interno de seus contatos garantindo que não haverá perda dos números, em caso de qualquer problema.

Faça o download do aplicativo: iOSAndroid.

Versão paga.

Sobre a Mobile2you

(www.mobile2you.com.br) – Mobile House especializada no desenvolvimento de aplicativos mobile personalizados e sob demanda, tem como proposta aproximar as marcas de seu público-alvo, além de otimizar e modernizar processos internos das empresas. A Mobile2you apresenta como diferenciais a atenção constante na entrega de soluções com design inovador, modernas funcionalidades e navegação intuitiva, proporcionando uma experiência única para o usuário.

 

DNIT/RS realiza serviços de sinalização na BR-116, a partir das 22hs de hoje, 11/10

A Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Rio Grande do Sul (DNIT/RS) - por meio da Unidade Local de São Leopoldo – informa que a partir das 22hs de hoje, 11/10, até ás 06hs de amanhã, 12/10,  serão realizados serviços sinalização horizontal na BR-116/RS,  entre Porto Alegre e Canoas, do km 270 ao km 255, no sentido Capital-Interior. Os locais estarão sinalizados e recomenda-se aos motoristas que, quando possível, utilizem a BR-448/RS. Em caso de chuva as atividades podem ser transferidas

 

Propaganda eleitoral no carro: O pode eo que não pode?

Propaganda eleitoral no carro: O pode eo que não pode?
As eleições municipais estão se aproximando e os candidatos intensificaram a propaganda eleitoral. No caminho de casa para o trabalho, é comum receber adesivos, broches, panfletos, ver bandeiras de políticos, cartazes colados em vários lugares, cavaletes nas ruas e carros adesivados.   É muita informação!
Porém, nem tudo o que vemos é permitido. Ano passado, foram aprovadas mudanças nas regras eleitorais que definem o que é permitido na propaganda dos candidatos e partidos. Ficou proibido, por exemplo, o uso de cavaletes e outdoors eletrônicos em vias públicas. E as mudanças também interferiram na divulgação de propaganda eleitoral em veículos privados.
Se você quer apoiar seu candidato e mostrar para os outros moradores da cidade o seu apoio, saiba que você pode colocar adesivos em seu carro, mas com algumas restrições. O Tribunal Superior Eleitoral permite, por exemplo, colar adesivos no para-brisa traseiro, contanto que ele não interfira na visão do motorista. Ou seja, precisam ser microperfurados. Em outras partes do veículo, você também pode colar adesivos, mas o tamanho deve ser, no máximo, de 50 cm x 40 cm. Além disso, é proibido envelopar o seu carro com propaganda política.
Mas você não precisa se preocupar apenas com a lei antes de colar adesivos no seu carro. O seu seguro auto também pode sofrer mudanças, já que algumas seguradoras têm restrições com propaganda política nos veículos. A Bidu Corretora listou alguns fatores que interferem na cobertura do seguro.
Em caso de veículos adesivados com propaganda política, há seguradoras que exigem o enquadramento do veículo como “uso comercial” ou “fins publicitários”, o que faz o preço do seguro aumentar. Outras, apenas aceitam assegurar o veículo se ele for do próprio candidato ou de algum integrante do partido, ou seja, se você adesivar o veículo perde o direito de indenização.
Além disso, se alguém for contra o seu candidato e resolver quebrar o vidro do seu carro, riscar a lataria ou causar qualquer dano físico ao veículo, a seguradora não irá indenizar.
Por isso, antes de mostrar seu apoio colando adesivos no veículo, é importante entrar em contato com sua seguradora e ver se ela apresenta alguma restrição. Cada uma trata o assunto de um jeito e, por isso, é importante se informar antes de modificar o carro.

As eleições municipais estão se aproximando e os candidatos intensificaram a propaganda eleitoral. No caminho de casa para o trabalho, é comum receber adesivos, broches, panfletos, ver bandeiras de políticos, cartazes colados em vários lugares, cavaletes nas ruas e carros adesivados.   É muita informação!

Porém, nem tudo o que vemos é permitido. Ano passado, foram aprovadas mudanças nas regras eleitorais que definem o que é permitido na propaganda dos candidatos e partidos. Ficou proibido, por exemplo, o uso de cavaletes e outdoors eletrônicos em vias públicas. E as mudanças também interferiram na divulgação de propaganda eleitoral em veículos privados.

Se você quer apoiar seu candidato e mostrar para os outros moradores da cidade o seu apoio, saiba que você pode colocar adesivos em seu carro, mas com algumas restrições. O Tribunal Superior Eleitoral permite, por exemplo, colar adesivos no para-brisa traseiro, contanto que ele não interfira na visão do motorista. Ou seja, precisam ser microperfurados. Em outras partes do veículo, você também pode colar adesivos, mas o tamanho deve ser, no máximo, de 50 cm x 40 cm. Além disso, é proibido envelopar o seu carro com propaganda política.

Mas você não precisa se preocupar apenas com a lei antes de colar adesivos no seu carro. O seu seguro auto também pode sofrer mudanças, já que algumas seguradoras têm restrições com propaganda política nos veículos. A Bidu Corretora listou alguns fatores que interferem na cobertura do seguro.

Em caso de veículos adesivados com propaganda política, há seguradoras que exigem o enquadramento do veículo como “uso comercial” ou “fins publicitários”, o que faz o preço do seguro aumentar. Outras, apenas aceitam assegurar o veículo se ele for do próprio candidato ou de algum integrante do partido, ou seja, se você adesivar o veículo perde o direito de indenização.

Além disso, se alguém for contra o seu candidato e resolver quebrar o vidro do seu carro, riscar a lataria ou causar qualquer dano físico ao veículo, a seguradora não irá indenizar.

Por isso, antes de mostrar seu apoio colando adesivos no veículo, é importante entrar em contato com sua seguradora e ver se ela apresenta alguma restrição. Cada uma trata o assunto de um jeito e, por isso, é importante se informar antes de modificar o carro.

 

Encontro busca soluções para o tratamento da falência intestinal

Com o objetivo de estruturar um programa de abrangência nacional para reabilitação e transplante intestinal, o Ministério da Saúde promoverá, nos dias 4 e 5 de novembro, o I Encontro sobre Falência e Reabilitação Intestinal no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). O evento, realizado gratuitamente, é o primeiro sobre o assunto no país e tem o apoio de importantes hospitais, como o das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, Sírio-Libanês e Albert Einstein.

A escolha do local se deu porque o HCPA foi o primeiro hospital a implantar um Centro de Nutrição Parenteral Domiciliar Via SUS, em parceria com o Ministério da Saúde. A iniciativa permite aos pacientes do SUS com falência intestinal receber tratamento em casa, a partir da capacitação de cuidadores e acompanhamento de equipe do Clínicas. O projeto, que iniciou há dois anos, desospitaliza pacientes pediátricos que dependem de nutrição parenteral (alimentação diretamente na veia) e proporciona uma significativa melhora na qualidade de vida deles.

Entre os palestrantes está um dos grandes nomes internacionais quando o assunto é reabilitação intestinal: o professor Olivier Goulet, do Hospital Necker-Enfants Malades (França), o maior centro de reabilitação intestinal da Europa. Além da reabilitação, serão abordados temas como a atualização no tratamento da falência intestinal em adultos e crianças, estratégias para o manejo da falência intestinal e transplante intestinal e multivisceral.

Podem participar do encontro profissionais e estudantes da área da saúde. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas neste link.

 
Página 9 de 275

Publicidade

Publicidade

Blogs

Enquete

Você é favor da convocação de Eleições Gerais no Brasil
 

Twitter CN

    Newsletter

    Expediente

    EXPEDIENTE
    Rua Santos Ferreira, 50
    Canoas - RS
    CEP 92020-000
    Fone: (51) 3032-3190
    e-mail: redacao@jornal
    correiodenoticias.com.br

    Banner
    Banner
    Banner

    TurcoDesign - Agencia de Publicidade Digital